Preço dos imóveis caminha para 2ª queda anual seguida, diz FipeZap

Em novembro, o valor médio teve a 1ª alta de 2018, mas no acumulado do ano há queda real de quase 4%.

Rio de Janeiro continua com o maior preço médio de imóveis entre os locais pesquisados — - Foto: Marcos Serra Lima/G1

Os preços dos imóveis tiveram a primeira alta mensal do ano em novembro, mas ainda caminham para fechar 2018 em queda pela segunda vez consecutiva. Segundo pesquisa FipeZap divulgada nesta quinta-feira (5), o valor anunciado para venda de casas e apartamentos recuou 0,32% entre janeiro e novembro. Considerando a inflação esperada para o período, o recuo foi de 3,94%.

Já na passagem de outubro para novembro, houve leve avanço de 0,06%. No entanto, essa alta representa uma queda de 0,07% dos preços se for considerada a inflação esperada para o mês.

A pesquisa monitora os valores nos anúncios de venda de imóveis residenciais em 20 locais diferentes. Em novembro, o valor médio de venda dos imóveis residenciais nas 20 cidades monitoradas foi de R$ 7.521.

Em 12 meses, os preços tiveram queda de 0,31% - o que representa um recuo de 4,35% se for considerada a inflação esperada para o mesmo período. A pesquisa considera a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os locais mais caros e os mais baratos

Já a cidade com o menor preço entre os locais pesquisados foi Contagem (MG), com R$ 3.537 por metro quadrado, seguida por Goiânia, com R$ 4.194.