Em MS, 31 mil trabalhadores não sacaram R$ 19 milhões em abono

Até maio, 274 mil trabalhadores sacaram R$ 198,763 milhões em Mato Grosso do Sul.

Os valores variam de R$ 84 a R$ 998, conforme a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2017 - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em Mato Grosso do Sul, 31.086 trabalhadores ainda não sacaram os valores do abono salarial (PIS-Pasep) do calendário 2018-2019, de acordo com dados da CEF (Caixa Econômica Federal). São R$ 19,058 milhões disponíveis para saque até o dia 28 de junho. Até maio, 274 mil trabalhadores sacaram R$ 198,763 milhões em Mato Grosso do Sul.

Em todo o País, até balanço divulgado na quarta-feira, 2,2 milhões de trabalhadores ainda não haviam sacado o abono, aproximadamente R$ 6,5 bilhões.

Os valores variam de R$ 84 a R$ 998, conforme a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2017. Os benefícios foram liberados de forma escalonada de acordo com mês de nascimento, e agora estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês.

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS (Programa de Integração Social) ou no Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais), ano-base 2017.

Os titulares de conta da Caixa com cadastro atualizado e movimentação na conta, podem ter recebido crédito automático antecipado. Caso não tenha o Cartão do Cidadão ou não tenha recebido automaticamente em conta, o beneficiário pode retirar o valor em qualquer agência da Caixa, apresentando o documento oficial de identificação. O trabalhador com vínculo em empresa pública possui inscrição Pasep e recebe o pagamento pelo Banco do Brasil.