Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 08 de Novembro de 2016 - 17:19

Tecnologia ajuda a driblar a falta de mão de obra no campo







 

Um levantamento divulgado recentemente pela Organização Mundial do Trabalho (OIT) apontou que apenas uma em cada cinco pessoas na América Latina e Caribe trabalha no campo. De acordo com a análise, hoje existem 123 milhões de pessoas vivendo em zonas rurais, porém apenas 20% trabalham no campo. Além disso, a expectativa é que, em 2050, 90 milhões de pessoas morem em zonas rurais e apenas 13% delas exerçam a atividade.

Os números mostram que o trabalho no campo passará por grandes mudanças ao longo dos próximos anos e, consequentemente, será necessário investir em alternativas para suprir a falta de mão de obra especializada. Uma saída para esse problema é a utilização de tecnologias que ajudem a otimizar o serviço.

Aliás, um dos desafios da indústria é investir no desenvolvimento de soluções de pequeno porte, que ajudem a mecanizar propriedades menores. Por isso, cada vez mais, será preciso investir em soluções que tenham custos acessíveis, sejam de fácil manuseio, seguras, exijam menos esforço físico na operação e que garantam o aumento da produtividade no campo.

A Husqvarna é um exemplo de empresa que acompanha essa tendência. Atualmente, a marca sueca conta com soluções que, com um custo de aproximadamente R$ 10 mil, garantem ao agricultor a mecanização da plantação e o fim da escassez de mão de obra. A proposta é que, ao implantar a tecnologia dentro de uma pequena propriedade rural, o tempo de trabalho seja reduzido de forma significativa, permitindo que o pequeno produtor tenha condições de diversificar as culturas dentro de sua propriedade e ainda aumentar os seus lucros.

Entre os exemplos de tecnologias que podemos citar, estão as roçadeiras, para a limpeza entre as ruas das plantações e áreas verdes da propriedade rural; atomizadores, ideais para o lançamento de insumos agrícolas; e motocultivadores, substitutos da enxada no preparo do solo. Ou seja, com apenas três equipamentos, é possível atuar em diferentes atividades, sem necessitar de muito esforço físico ou trabalhar por muitas horas no mesmo serviço.

Nesse sentido, a mecanização com equipamentos de pequeno porte é inevitável e deve ser estimulada. É preciso entender que a tecnologia não foi criada para substituir o trabalho do homem, ela é uma alternativa para minimizar as consequências da migração do campo para a cidade. Afinal, o agronegócio é essencial para a nossa economia, além de ser responsável pela produção de boa parte dos alimentos que chegam à mesa de todos.









Paulo Figueiredo


Reportar Erros



 


 
.
Geral

Governo terá de aumentar tributos para compensar PIS/Cofins, dizem especialistas
ARTIGO

Cadastro Ambiental Rural: para que serve e quais são os seus benefícios?
ARTIGO

O produtor rural e a terceirização de atividades – cuidados necessários sob o ...
ARTIGO

Artigo: A Guerra no Brasil está declarada
 
 
  • Notícias
  • + Lidas







© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING