Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 18 de Março de 2017 - 08:10

UFC Londres tem disputa por elite dos meio-pesados e brasileiro em boa fase

Jimi Manuwa e Corey Anderson fazem luta principal para solidificar lugar no top 5 da divisão. No card preliminar, Vicente Luque busca quinta vitória consecutiva no UFC






 

Jimi Manuwa (esq.) e Corey Anderson se encaram na pesagem do UFC Londres, na sexta-feira (
Foto: Getty Images


 
 

O UFC deste sábado é mais cedo, e, se não traz estrelas estabelecidas na programação, destaca lutadores que em breve podem estar na ponta da língua dos fãs. O torneio em Londres tem como luta principal o duelo entre o inglês Jimi Manuwa e o americano Corey Anderson, respectivamente quarto e sexto colocados do ranking dos pesos-meio-pesados. O card preliminar tem uma das maiores promessas da nova geração brasileira no MMA, o brasiliense Vicente Luque, em busca de sua quinta vitória consecutiva e um lugar no top 15 dos meio-médios.

O Combate transmite o evento ao vivo e com exclusividade a partir de 14h25 (horário de Brasília), e o Combate.com acompanha em Tempo Real, com vídeo ao vivo das duas primeiras lutas do card preliminar.

Apropriadamente apelidado de "Poster Boy", Jimi Manuwa foi escolhido para a luta principal por dois motivos: é residente de Londres (filho de pais nigerianos, nasceu nos EUA, mas tem nacionalidade inglesa) e é conhecido por nocautes impressionantes. De suas 16 vitórias, 14 foram por nocaute. O último, contra Ovince St-Preux em outubro, foi considerado um dos melhores de 2016. Aos 37, ele espera que um novo triunfo espetacular no sábado seja o suficiente para elevá-lo à disputa do cinturão dos meio-pesados.

- Planejo dominar a divisão este ano. Depois de botar o Corey Anderson para dormir, quero o vencedor entre (Daniel) Cormier e "Rumble" (Anthony Johnson). Não estou subestimando Anderson, ele é um lutador muito duro, mas eu planejo tomar o cinturão este ano. Este é o meu ano, não tenho tempo a perder - declarou o britânico, em entrevista ao site americano "Fox Sports".

Apesar da vontade de Manuwa, talvez seja difícil para ele confirmar a posição de desafiante número 1, uma vez que ele foi nocauteado por Anthony Johnson, próximo a disputar o cinturão de Cormier, há pouco mais de um ano, e Alexander Gustafsson e Glover Teixeira, ambos ranqueados acima dele no momento, se enfrentam em maio. De qualquer forma, uma vitória sobre Anderson solidifica sua posição no top 5 da categoria. Seu adversário, campeão do TUF 19, ainda não pensa em título e tem como objetivo justamente se colocar nesta elite da divisão. O americano de 27 anos acredita que o casamento de estilos lhe favorece.

 Meu movimento é algo que as pessoas comentam pouco. Eles falam muito do meu wrestling, mas eu me considero uma versão maior do Frankie Edgar. Frankie não é atingido muito, a não ser que ele entre descuidado, e é o mesmo comigo. Se eu estou me movimentando, isso torna mais difícil de me acertar. Acho que isso vai acontecer com ele, ele gosta de plantar os pés e jogar golpes com más intenções, mas é difícil de fazer isso se o seu adversário está se movimentando sem parar de um lado para o outro - analisou Anderson.

O card principal, com início previsto para 18h, tem ainda outras três lutas interessantes. O duelo entre os promissores pesos-penas Arnold Allen e Makwan Amirkhani abre a programação; em seguida, o veterano inglês Brad Pickett, 38, faz sua última luta na carreira, contra o jovem equatoriano Marlon Vera, 24, que aceitou substituir o lesionado Henry Briones com apenas uma semana de antecedência. O coevento principal destaca o nono colocado do ranking peso-meio-médio, Gunnar Nelson, contra Alan Jouban, que busca entrar no top 15 da categoria.

Este é o mesmo objetivo de Vicente Luque, destaque do card preliminar para os brasileiros. O lutador de 25 anos estreou no UFC em 2015, com uma derrota para Michael Graves, mas encaixou quatro vitórias seguidas desde então, duas delas por finalização e duas por nocaute. No jamaicano naturalizado inglês Leon Edwards, Luque terá pela frente um adversário com apenas três derrotas em 15 lutas e com potencial para vitórias espetaculares: nocauteou Seth Baczynski em apenas 8s em 2015, e finalizou Albert Tumenov em sua última apresentação, em outubro.

- Vi muitos vídeos do Leon Edwards. Eu treino muito com canhoto e me dou bem com canhoto, não acho que vai ser uma desvantagem para mim. Ele é um cara preparado, tenho que estar pronto para qualquer tipo de situação - afirmou o brasiliense.

Outro brasileiro em ação no card preliminar é o acriano Francimar Bodão, que fará um "acerto de contas" com o inglês Darren Stewart pelo peso-meio-pesado. Os dois se enfrentaram no UFC São Paulo, em novembro passado, e a luta, originalmente anunciada como vitória de Stewart por nocaute técnico, foi anulada por conta de uma cabeçada (golpe ilegal) acidental, que iniciou à sequência que encerrou o combate. A polêmica em torno do resultado acirrou os ânimos entre os dois lutadores, que fizeram uma encarada quente na pesagem cerimonial de sexta-feira.

Confira a programação completa do UFC Londres:

UFC: Manuwa x Anderson
18 de março, em Londres (ING)
CARD PRINCIPAL (a partir de 18h, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Corey Anderson
Peso-meio-médio: Gunnar Nelson x Alan Jouban
Peso-casado: Brad Pickett x Marlon Vera
Peso-pena: Arnold Allen x Makwan Amirkhani
CARD PRELIMINAR (a partir de 14h30, horário de Brasília):
Peso-leve: Joe Duffy x Reza Madadi
Peso-meio-pesado: Darren Stewart x Francimar Bodão
Peso-pesado: Daniel Omielanczuk x Tim Johnson
Peso-leve: Marc Diakiese x Teemu Packalen
Peso-médio: Tom Breese x Oluwale Bamgbose
Peso-meio-médio: Leon Edwards x Vicente Luque
Peso-galo: Ian Entwistle x Brett Johns
Peso-médio: Brad Scott x Scott Askham
Peso-galo: Lina Lansberg x Lucie Pudilova









Combate.com


Reportar Erros



 


 
.
FUTEBOL

Conversas avançam, e Inter acerta empréstimo de Valdívia ao Atlético-MG
FUTEBOL

Quem puder mais, vai chorar menos, diz Renan Ribeiro sobre o clássico
FUTEBOL

Com 68 equipes dos 27 estados, Série D é o verdadeiro campeonato brasileiro
FUTEBOL

Juventus vence e conquista o inédito hexacampeonato italiano
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Usuário de drogas, “Abacaxi”, foi assassinado e o corpo encontrado no São Bento

Leia mais


2

JBS doou R$ 57 mil para campanha de Daltro; quase 19% da contribuição que recebeu

Leia mais


3

Transferida para Campo Grande, defensora recebe moção de congratulação da Câmara

Leia mais


4

Mulher conversa com ex, namorado aparece e mata rapaz com dois tiros na cabeça

Leia mais


5

Assaltante que roubou R$ 1 milhão em MS morre no Maranhão

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING