Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 18 de Maio de 2017 - 14:39

Relator suspende calendário da reforma trabalhista após 'crise institucional'

Previsão era concluir análise da medida no Senado até dia 15 de junho. Projeto é uma das prioridades do governo Temer no campo econômico neste ano.






 


Foto: Divulgação


 
 

O relator da reforma trabalhista nas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e Assuntos Sociais (CAS) do Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), divulgou nota nesta quinta-feira (18) em que afirma que o calendário de análise da proposta está suspenso em razão da "crise institucional" que se instalou após a revelação de que o presidente Michel Temer foi gravado dando aval para a compra de silêncio ao ex-deputado Eduardo Cunha.

Pela previsão de governistas, a análise da proposta pelo Senado seria concluída até o dia 15 de junho, mas as denúncias que envolvem Temer devem atrasar esse andamento.

Entre outros pontos, a reforma estabelece regras para que acordos entre empresários e representantes dos trabalhadores passem a ter força de lei, o chamado "negociado sobre o legislado". O tema é uma das prioridades do governo Temer para o ano de 2017.

Parlamentares da oposição já falavam em paralisar a análise da medida, assim como, a votação da reforma previdenciária, que está em análise na Câmara.

Na nota, Ferraço chamou disse que a crise institucional é "devastadora" e que os parlamentares devem priorizar a solução do problema antes de dar continuidade à análise da reforma trabalhista.

"Na condição de relator do projeto, anuncio que o calendário de discussões anunciado está suspenso. Não há como desconhecer um tema complexo como o trazido pela crise institucional. Todo o resto agora é secundário”, afirma o senador tucano na nota.









G1


Reportar Erros



 


 
.
SUPREMO

Supremo proíbe municípios de cobrarem taxa de incêndio
POLITICA

Comissão considera lido parecer sobre reforma trabalhista após confusão
POLITICA

Câmara aprova MP do FGTS na primeira votação após início da crise
SIDROLÂNDIA - MS

<B>JBS doou R$ 57 mil para campanha de Daltro; quase 19% da contribuição que ...
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Estado economiza R$ 14 milhões na compra de 195 viaturas policiais

Leia mais


2

Estudo analisa quase 80 mil pessoas e identifica 52 genes ligados à inteligência

Leia mais


3

Ciclista morre ao ser atropelado por caminhão roubado; condutor fugiu

Leia mais


4

Quinta-feira deve ser de calor em MS e possibilidade de chuvas à tarde

Leia mais


5

Com depredação de ministérios e confronto, ato em Brasília reúne 45 mil pessoas

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING