Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 18 de Maio de 2017 - 14:39

Relator suspende calendário da reforma trabalhista após 'crise institucional'

Previsão era concluir análise da medida no Senado até dia 15 de junho. Projeto é uma das prioridades do governo Temer no campo econômico neste ano.






 


Foto: Divulgação


 
 

O relator da reforma trabalhista nas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e Assuntos Sociais (CAS) do Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), divulgou nota nesta quinta-feira (18) em que afirma que o calendário de análise da proposta está suspenso em razão da "crise institucional" que se instalou após a revelação de que o presidente Michel Temer foi gravado dando aval para a compra de silêncio ao ex-deputado Eduardo Cunha.

Pela previsão de governistas, a análise da proposta pelo Senado seria concluída até o dia 15 de junho, mas as denúncias que envolvem Temer devem atrasar esse andamento.

Entre outros pontos, a reforma estabelece regras para que acordos entre empresários e representantes dos trabalhadores passem a ter força de lei, o chamado "negociado sobre o legislado". O tema é uma das prioridades do governo Temer para o ano de 2017.

Parlamentares da oposição já falavam em paralisar a análise da medida, assim como, a votação da reforma previdenciária, que está em análise na Câmara.

Na nota, Ferraço chamou disse que a crise institucional é "devastadora" e que os parlamentares devem priorizar a solução do problema antes de dar continuidade à análise da reforma trabalhista.

"Na condição de relator do projeto, anuncio que o calendário de discussões anunciado está suspenso. Não há como desconhecer um tema complexo como o trazido pela crise institucional. Todo o resto agora é secundário”, afirma o senador tucano na nota.









G1


Reportar Erros



 


 
.
SUPREMO

STF rejeita pedido de Temer para suspender envio da denúncia à Câmara
POLITICA

Maia: aliados não podem 'ficar levando facada nas costas' de ministros e do PMDB
POLITICA

Câmara aprova em 2º turno PEC sobre cláusula de desempenho e fim de coligações
SUPREMO

Supremo deve concluir hoje julgamento sobre segunda denúncia contra Temer
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Primavera chega à tarde trazendo chuvas no fim de semana em MS

Leia mais


2

Advogado Antônio Mariz de Oliveira afirma que deixará a defesa de Michel Temer

Leia mais


3

Major Jidevaldo vai assumir o comando da Polícia Militar em Sidrolândia

Leia mais


4

Incêndio em MS destrói 1,3 mil hectares de plantação de eucalipto e área de preservação

Leia mais


5

Caminhonete fica destruída após condutor desviar de carro e bater em árvore

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING