Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 19 de Maio de 2017 - 09:00

Vinte pessoas morreram em um dia em epidemia de cólera no Iêmen, diz OMS

A gravidade da situação e a rapidez com a qual piora faz a OMS acreditar que em um prazo de seis meses o número de casos poderia chegar a 300 mil.






 

A grave epidemia de cólera no Iêmen causou somente no dia de ontem (18) a morte de 20 pessoas e 3.460 novos casos, elevando o número total de mortos para 242 e o de afetados a 23.425 em três semanas, informou nesta sexta-feira (19) a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"A doença se espalhou para 18 das 23 províncias e a taxa de mortalidade de 1% da que se fala é enganosa porque há áreas com pouco acesso, as pessoas chegam tarde aos hospitais. Ali a mortalidade é 4% ou 5%", disse em uma teleconferência de imprensa desde o Iêmen o representante da OMS neste país, Nevio Zagaria.

"Estamos surpresos com a rapidez com a qual ressurgiu esta epidemia. Estamos diannte de uma situação sem precedentes, que destaca a grave situação da economia por causa do conflito. Não há eletricidade e, como consequência, o fornecimento de água é intermitente", explicou Zagaria.

A gravidade da situação e a rapidez com a qual piora faz a OMS acreditar que em um prazo de seis meses o número de casos poderia chegar a 300 mil.

O pico da epidemia coincide com a temporada de chuvas, com o agravamento da situação econômica e o colapso do sistema de saúde, que faz com que a maioria dos trabalhadores do setor não tenha recebido seu salário nos últimos seis meses.

Para enfrentar esta crise de saúde, a OMS com outras agências humanitárias da ONU reabriram meia centena de centros de tratamento de cólera e cerca de 300 pontos de reidratação oral.

"Mas estes números não são suficientes para enfrentar esta epidemia", destacou o especialista da OMS.









Agência Brasil


Reportar Erros



 


 
.
MUNDO

Furacão Maria se afasta de maneira gradual das Bahamas e de áreas povoadas
MUNDO

Decidiu morrer para manter gravidez. O bebé morreu 14 dias depois de nascer
COMPORTAMENTO

Cidade próxima a epicentro ruiu com tremor no México
MUNDO

Conselho de Segurança da ONU aprova investigação de crimes de guerra do EI
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Hoje inauguração da Bulldog a partir das 18h

Leia mais


2

Namorada de Marcelo Rezende quebra o silêncio e faz pedido comovente

Leia mais


3

Esquema de pirâmide usava moeda virtual, ostentação e até Neymar

Leia mais


4

Ex-cirurgião plástico que esquartejou amante é encontrado morto em casa

Leia mais


5

Decidiu morrer para manter gravidez. O bebé morreu 14 dias depois de nascer

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING