Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 19 de Maio de 2017 - 13:10

Dono da JBS diz que deu R$ 30 milhões para Cunha comprar deputados

Joesley Batista contou à PGR que dinheiro foi usado pelo deputado cassado na eleição da Câmara de 2015. Segundo empresário, peemedebista 'saiu comprando deputados Brasil a fora'.






 

O dono do frigorífico JBS Joesley Batista contou à Procuradoria Geral da República (PGR), em sua delação premiada, que deu R$ 30 milhões ao deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para bancar a campanha do peemedebista à presidência da Câmara, em 2015. Segundo o empresário, Eduardo Cunha – atualmente preso pela Lava Jato em Curitiba – "saiu comprando um monte de deputados Brasil a fora".

O novo delator da Operação Lava Jato afirmou ao Ministério Público que os R$ 30 milhões foram repassados ao ex-presidente da Câmara da seguinte forma:

  • R$ 5,6 milhões em doação oficial

  • R$ 12 milhões em dinheiro vivo

  • R$ 10,9 milhões por meio de pagamentos com notas frias

À época, o deputado do PMDB venceu a eleição interna da Câmara no primeiro turno, derrotando o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), que tinha o apoio dos articuladores políticos do governo Dilma Rousseff. Na ocasião, Cunha obteve 267 dos 513 votos da Casa, e Chinaglia, 136.

Joesley Batista contou detalhes do repasse de dinheiro ao deputado cassado ao ser questionado pelos procuradores da República sobre o valor que havia sido solicitado por Eduardo Cunha.

"R$ 30 milhões. Foi trinta. Nós demos trinta. Pago R$ 10 milhões com nota fria de fornecedores diversos que ele [Cunha] apresentava", explicou o delator.

"Pelo que eu entendi, ele [Cunha] saiu comprando deputado, saiu comprando um monte de deputados Brasil a fora. Para isso que servia os R$ 30 milhões", complementou.








G1


Reportar Erros



 


 
.
SUPREMO

STF rejeita pedido de Temer para suspender envio da denúncia à Câmara
POLITICA

Maia: aliados não podem 'ficar levando facada nas costas' de ministros e do PMDB
POLITICA

Câmara aprova em 2º turno PEC sobre cláusula de desempenho e fim de coligações
SUPREMO

Supremo deve concluir hoje julgamento sobre segunda denúncia contra Temer
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Major Jidevaldo vai assumir o comando da Polícia Militar em Sidrolândia

Leia mais


2

Primavera chega à tarde trazendo chuvas no fim de semana em MS

Leia mais


3

Advogado Antônio Mariz de Oliveira afirma que deixará a defesa de Michel Temer

Leia mais


4

Caminhonete fica destruída após condutor desviar de carro e bater em árvore

Leia mais


5

Incêndio em MS destrói 1,3 mil hectares de plantação de eucalipto e área de preservação

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING