Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 27 de Maio de 2017 - 07:47

Depois do Brasil, Paraguai aprova uso medicinal de derivado da maconha

Uso do óleo da cannabis foi anunciado pelo Ministério da Saúde






 


Foto: ilustração


 
 

O uso medicinal de um dos derivados da Cannabis Sativa – popularmente conhecida como maconha -, foi aprovado pelo Ministério da Saúde do Paraguai. O uso do óleo da Cannabis será regulamentado pela aprovação da importação de produtos derivados, conforme explica o jornal ABC Color.

A mesma medida foi tomada pelo Brasil em dezembro do último ano, aumentando a lista de produtos derivados da maconha, com fins medicinais, para 7. Desde 2015 a lista incluía 4 medicamentos. No último dia 16, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) incluiu a Cannabis Sativa na Lista Completa das Denominações Comuns Brasileiras (DCB), que inclui a lista de plantas medicinais.

No país vizinho, de acordo com o ministro da saúde, uma mesa de trabalho analisou a questão no âmbito da pasta e decidiu que importará a matéria prima, já que a substância tem o uso e venda proibidos, assim como no Brasil. A substância será importada dos Estados Unidos.

Agora, conforme o jornal, a comissão estuda fabricar o óleo no Paraguai. O uso medicinal foi provocado por um pedido da Associação de Padres Cannabis Medicinal do Paraguai (Camedpar). O óleo tem benefícios comprovados no tratamento de doenças como a epilepsia e esclerose múltipla.

“Depois de uma análise minuciosa da legislação e da convecção de políticas de entorpecentes, se chegou a conclusão de que o Ministério pode facilitar o acesso da população a esse produto. Essa alternativa terapêutica permitirá diminuir a dor dos pacientes”, comentou o ministro.

Os primeiros lotes começam a chegar no país no dia 8 de junho e estarão disponíveis para os pacientes que foram cadastrados pelo Ministério, segundo o representante de Laboratórios Lasca, que irá importar o óleo.

As empresas que desejarem importar os derivados da cannabis para produzir medicamentos devem estar registradas junto a Direção Nacional de Vigilância de Saúde. Para receitar o azeite, os médicos deverão apresentar uma solicitação e cada caso será avaliado.

O governo do Paraguai autorizou, em junho de 2016, a importação de um produto derivado da maconha de uma empresa dos Estados Unidos.

 









Midiamax


Reportar Erros



 


 
.
BRASIL

Morre, aos 56 anos, o estilista Ocimar Versolato
BRASIL

Conheça tecnologias para a segurança da aviação sob mau tempo
BRASIL

Frequência escolar de beneficiários do Bolsa Família registra melhor percentual ...
BRASIL

Técnicos conseguem invadir urna eletrônica durante teste
 
 
  • Notícias
  • + Lidas







© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING