Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 17 de Julho de 2017 - 14:57

Leitura de parecer sobre denúncia contra Temer fica para depois do recesso

O parecer deve ser lido em 1º de agosto e a votação está marcada para o dia 2 de agosto






 

A leitura do parecer pela não admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer no plenário da Câmara dos Deputados foi adiada para agosto. A sessão plenária na qual seria feita a leitura estava convocada para esta segunda-feira (17), às 14h, mas foi cancelada por falta de quórum, e na terça-feira (18) começa o recesso parlamentar.

 

Eram necessários 51 parlamentares para a abertura da sessão, mas apenas 14 estavam na Casa. É a segunda vez que a leitura da denúncia é adiada. Na última sexta-feira (14), a sessão de debates também foi encerrada por falta de quórum.

O parecer, elaborado pelo deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), foi aprovado pela CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) no dia 13 de julho, logo após a rejeição do relatório de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava o prosseguimento da denúncia.

Michel Temer é acusado pela Procuradoria-Geral da República de ter cometido o crime de corrupção passiva. Para que a acusação possa ser investigada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), é preciso que a Câmara autorize o prosseguimento da denúncia com o aval de, pelo menos, dois terços dos 513 parlamentares, ou seja, 342 votos em plenário.

A leitura do parecer aprovado na CCJ é uma das etapas previstas no regimento da Câmara para introduzir a matéria na pauta do plenário. Na sessão seguinte à leitura, os deputados poderão discutir e votar a denúncia.

O parecer deve ser lido em 1º de agosto e a votação está marcada para o dia 2 de agosto. Há, no entanto, possibilidade de novo adiamento, uma vez que é necessário o registro de presença de pelo menos 342 deputados em plenário.

 









Midiamax


Reportar Erros



 


 
.
POLITICA

23 senadores investigados na Lava Jato ficam sem foro privilegiado se não se ...
POLITICA

Advogados recorrem ao STF contra decisão que permitiu posse de Cristiane Brasil
SIDROLÂNDIA - MS

Vídeo produzido por produtores de Sidrolândia viraliza nas redes sociais de Bolsonaro
POLITICA

Marun admite que ainda não tem votos suficientes para a reforma da Previdência
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Calorão continua, mas tempo volta a ficar instável e pode chover

Leia mais


2

Homem é executado a tiros de pistola na frente da esposa em borracharia

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING