Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 10 de Outubro de 2017 - 13:12

Morador de MS é torturado e marcado com ferro quente no Paraguai

Encontrado por moradores na rua bastante machucado, Roberto foi levado pelo Corpo de Bombeiros até o Hospital Regional de Ponta Porã, onde está internado.






 

Homem de 51 anos foi espancado e queimado com ferro de marcar boi -
Foto: Porã News


 
 

Um brasileiro de 51 anos de idade, que seria morador em Campo Grande, foi torturado por dois homens em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã. Roberto Carlos Gonçalves da Silva chegou a ser queimado com um ferro de marcar boi, segundo a polícia.

O homem está internado no hospital de Ponta Porã e o caso é investigado por policiais paraguaios e agentes do SIG (Serviço de Investigações Gerais), da Polícia Civil. A polícia espera chegar aos autores nos próximos dias.

Conforme o site, Roberto teria sido abordado pelos dois homens por volta de 7h, perto do terminal rodoviário de Pedro Juan, ao lado da Lagoa Punta Porã. A dupla teria tentado tomar a bicicleta do brasileiro, mas como ele se negou a entregar, foi levado a um local ainda não identificado, onde foi espancado e sofreu várias queimaduras provocadas pelo ferro de marcar boi, com as iniciais “JA” ou “JN”.

Encontrado por moradores na rua bastante machucado, Roberto foi levado pelo Corpo de Bombeiros até o Hospital Regional de Ponta Porã, onde está internado. A polícia aguarda a recuperação da vítima, para tentar descobrir alguma pista sobre o ocorrido.

Os investigadores pediram a quem tenha conhecimento sobre o caso para fazer a denúncia através do telefone (67) 99802-2465. O denunciante terá a identidade mantida em sigilo.








Porã News


Reportar Erros



 


 
.
SIDROLÂNDIA - MS

PM prende rapaz com revólver calibre 38 que teria usado para fazer disparo
FÁTIMA DO SUL - MS

Para escapar de agressores, vítima pula em rio e foge a nado
TRÁFICO DE DROGAS

PRF prende duas mulheres com peças íntimas “recheadas” de cocaína
CAMPO GRANDE - MS

Com líderes presos há 144 dias, golpistas mantém assédio a vítimas
 
 
  • Notícias
  • + Lidas







© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING