Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Artigos

Coluna Manoel Afonso, fique por dentro dos bastidores da política no MS

Manoel Afonso

11 de Fevereiro de 2011 - 13:01

Amplavisão 726

AGORA SAI?  Aos 76 anos, Dornelles (sobrinho de Tancredo) presidirá a comissão  da reforma política. O relatório dos 12 senadores sai em 45 dias. Mas não espere milagres! Esse pessoal não vai jogar contra o próprio patrimônio.

TEMER  Não representa só a ala que se acertou com o PT por conta do cacife do PMDB. É essa rica divergência interna – a exemplo do PT – que fez do PMDB um partido forte capaz de ser o fiel da balança na eleição de Dilma.

GENTE que conversou com Temer atesta: não é mera figura decorativa. Prestigiado por Dilma opina em assuntos delicados. Quanto a partilha do poder, ele  se mostra tranqüilo. Mas os espaços do PMDB serão mesmo preservados?

A FORÇA  de Temer traz tranqüilidade aos companheiros do PMDB que não se alinharam à candidata Dilma. Portanto é muito natural que ele seja o interlocutor do nosso governador, que descarta ser alvo de retaliação do Planalto.

LEMBRO:  FHC prestigiou Zeca, separando a função institucional de governador  do político que havia trabalhado para o candidato Lula.  O mesmo ocorreu com André que também não tem muito do que reclamar do presidente Lula. Não é?

PORTANTO não há clima para retaliação como naépoca de PSD e UDN, onde adversário era tratado à pão e água. O governador administra os interesses de eleitores de todos partidos. São cidadãos absolutamente iguais. Ou não?

JUÍZO!  Santa Catarina negou-se a ajudar a “Grande Rio” que irá homenageá-la no desfile da Sapucaí. Bem diferente de Zeca do PT que patrocinou – sem o retorno esperado - outra escola carioca. Questão de prioridade...

NA ÉPOCA  a intenção era vincular o MS ao Pantanal, fortalecendo também a campanha de troca de nome do Estado. Mas o enredo da escola foi pífio, sacana,  omitindo o nome do Estado. Pagamos caro o mico. Não foi?

CORONÉIS petistas insistem: Delcídio precisa “se enquadrar”. Pergunto: seu prestígio é pessoal ou seria só decorrente de pertencer ao PT?  Todas suas votações nos pleitos em que participou mostram pessoalidade no prestígio.

VANDER, por exemplo, ignora as pesquisas. Todas elas mostram rejeição pelo PT e aceitação de Delcídio, que no caso está acima do partido. Delcídio consegue penetrar onde jamais Zeca e outros conseguiram. Concordam?

EVIDENTE que os ‘senhores do PT’ querem Delcídio como refém ou pelo menos mantê-lo sob controle, para levar vantagens. Mas o senador é esperto, tem personalidade, não aceita esse tipo de tutela. E segue a “galopeira...”

TACADA  TJ-MS vai acolhendo a tese que embasou projeto de Marcos Trad proibindo a inclusão no Serasa dos nomes dos devedores  das taxas de água e luz. O alcance social do projeto é fantástico, mas as empresas devem apelar ao STF.  

CONVERSEI com o deputado. Lembrou: a medida livrará mais de 11 mil cidadãos  do Serasa, um entrave para a vida de qualquer um. Se a parte mais sensível do corpo é o bolso, não é difícil avaliar os dividendos eleitorais desta iniciativa.

“BRAVO”  Foi política a decisão da Câmara que ignorou os direitos de quem  mora na região da Exposição. É como se esses cidadãos, integrantes da parcela menor da população, não tivessem direitos ao sossego, dormindo em paz.

ORA BOLAS! A lei não pode beneficiar a maioria em prejuízo da minoria. No caso, defendeu-se o lucro de alguns – sob o manto da “tradição-lazer”. Só em 2010 ocorreram 49 shows na Expô. Foram 49 noites de zorra e aporrinhação.

O EPISÓDIO é uma boa chance de reflexão dos eleitores, desencantados com a classe política. As mazelas e pérolas não são exclusivas do Congresso. O pior:  parte deste “notável aprendizado” ocorre nas Câmaras Municipais. De leve...  

IMAGINO que Chico Maia deva estar no palanque do PT-PDT  nas eleições da capital. A sua exposição na mídia insinua candidatura inclusive. A questão é:  o porte da sua plumagem será compatível a altura do vôo pretendido?

A PROPÓSITO  Nos últimos dias o nome de Giroto voltou a ganhar densidade como candidato preferido de André na sucessão da capital. Gente próxima ao italiano já não faz  segredo e os adesivos já aparecem em veículos.  

NOIVO  tem que se acertar com a noiva para dar casamento. Por sua vez, candidato precisa combinar com o eleitor para chegar ao poder. Não basta apenas querer. Algumas figurinhas precisam acordar. Não têm chances.

ANOTEM:  Bernal e Marquinhos Trad devem protagonizar acirrados debates na AL por conta das divergências sobre a administração da capital. Vizinhos, eles já se estranharam por questão de espaço de seus gabinetes na AL.

DOURADOS  É preciso deixar as picuinhas políticas para 2012. a fim de que Murilo restaure a governabilidade. A enorme abstenção nas urnas prova a decepção e ceticismo do eleitor. Mas coomo lembra o velho ditado: “Falar é fácil...”

INCOERÊNCIA Lula postou-se à favor da reação contra Mubarak, tratando-o de ditador. Mas esquece sua amizade fraterna com Fidel e a atenção especial dispensada a vários ditadores da pobre África. O que é isso companheiro?  Perdeu a memória?