Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 22 de Setembro de 2020

Coronavírus

Coronavírus já chegou a mais da metade dos municípios de MS

No interior, foram 620 casos em pouco mais de um mês depois da primeira confirmação.

Campo Grande News

24 de Maio de 2020 - 18:32

Mais da metade dos municípios de Mato Grosso do Sul já tem casos confirmados do novo coronavírus. Os casos explodiram no interior com surtos entre os trabalhadores de frigoríficos. Bastou pouco mais de um mês para que 620 pessoas fossem diagnosticadas com a covid-19 em 42 municípios. Em Campo Grande, os casos confirmados chegaram a 238, neste domingo.

De ontem para hoje, o estado registrou recorde de contaminação. Foram 66 novos casos, sendo 2 em Ladário, um em Naviraí, 1 em Ponta Porã, 1 em Rio Brilhante, 6 em Três Lagoas, 1 de Amambai, 13 em Bonito, 7 em Campo Grande, 2 em Corumbá, 1 de Douradina, 10 de Dourados, 1 em Fátima do Sul, 19 em Guia Lopes da Laguna e 1 de Jardim.

Apesar dos 10,6 mil habitantes, o município de Guia Lopes da Laguna é o que tem a maior taxa de incidência da doença. São 1.455,3 casos para cada 100 mil habitantes. Para se ter uma ideia do descontrole da situação, a segunda a cidade com maior incidência é Douradiana com 202,6 casos para cada 100 mil habitantes.

“Nos incomoda Guia Lopes da Laguna ter a maior incidência de casos no Estado e uma das maiores do País. Mas, estamos atentos”, desabafou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, em transmissão ao vivo, pela redes sociais do governo, na manhã de hoje.

O vírus se alastrou no interior mesmo com a criação de 13 barreiras sanitárias nas divisas com outros estados. No caso de Guia Lopes, a contaminação se deu através do entra e sai de veículos para transporte de carnes e insumos no Frigorífico Brasil Global Agroindustrial. Caminhoneiros vindos de outros estados tiveram contato com os funcionários da unidade. A situação resultou na contaminação de um total de mais de 0 funcionários.

Dos 17 óbitos registrados no Estado até o momento, 11 foram no interior e o restante na Capital.