Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 18 de Janeiro de 2021

Economia

Produção industrial sobe pelo sexto mês e está 1,4% acima do pré-pandemia

VEJA

02 de Dezembro de 2020 - 16:18

Produção de veículos cresceu mais de 1000% nos últimos seis meses, mas, no ano, apresenta recuo - Pedro Danthas

A volta das atividades econômicas continua a trazer bons ventos vindos da indústria brasileira. Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 2, a produção industrial registrou alta de 1,1% em outubro, o sexto mês consecutivo de alta. Com o resultado, o acumulado do setor em seis meses é de 39%. Isso significa que a produção já tem patamares acima do período pré-pandemia: 1,4% maior que em fevereiro.

Mesmo com a recuperação, no ano, encontra-se em queda de 6,3%. Isso ocorre pelo grande choque causado entre março em abril, período de maior choque econômico e também do nível da indústria estar desacelerado nos últimos anos. Segundo o IBGE, na comparação com o nível recorde de produção, alcançado em maio de 2011, a indústria ainda se encontra 14,9% abaixo do pico.

Duas das quatro grandes categorias econômicas apresentaram crescimento, com destaque para Bens de Capital, que envolve a produção de maquinário para outras indústrias. A categoria cresceu 7% no mês. Bens de consumo duráveis, da produção de não perecíveis como automóveis, móveis e eletrodoméstico, avançaram 1,4%. Ambas marcaram o sexto mês seguido de expansão na produção, com acumulados de 111,5% e 506,7%, respectivamente. Já Bens intermediários (-0,2%) e Bens de consumo semi e não duráveis (-0,1%) tiveram resultados negativos, interrompendo cinco meses consecutivos de crescimento na produção, com ganhos acumulados de 26,6% e 30,4%, respectivamente.