Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 17 de Agosto de 2022

Eleições 2022

Pesquisa Novo Ibrap mostra André na liderança, 6 pontos na frente de Marquinhos que caiu 3,7 pontos

André conseguiu se deslocar do ex-prefeito Marquinhos Trad, que caiu 3,7 pontos em relação ao levantamento.

Redação/Região News

05 de Agosto de 2022 - 07:28

Pesquisa Novo Ibrap mostra André na liderança, 6 pontos na frente de Marquinhos que caiu 3,7 pontos
André Puccinelli e Marquinhos Trad. Foto: Leoni Marcos/Marco Tomé/RN

Em nova pesquisa de intenção de voto, do Novo Ibrap, que fez levantamento de campo entre os 29 de julho e 3 de agosto, mostra que o ex-governador André Puccinelli se mantém na liderança, com 23,8%. Ele conseguiu se deslocar do ex-prefeito Marquinhos Trad, que caiu 3,7 pontos em relação ao levantamento, antes das acusações de crimes sexuais.

Ele tinha 21,5%, agora tem 17,8%. Puccinelli cresceu 1,7 pontos, em relação aos 22,5% do levantamento anterior, feitas de 14 a 19 junho. Quem mais cresceu (2,1%), no entanto, foi a candidata do União Brasil, Rose Modesto, que passou de 13,7% para 14,1% das intenções de foto. Ela aparece numericamente em 4º lugar, mas está empatada tecnicamente com Eduardo Riedel, que aparece com 14,3%. Capitão Contar tem 8%.

Pesquisa Novo Ibrap mostra André na liderança, 6 pontos na frente de Marquinhos que caiu 3,7 pontos

O eleitor sul-mato-grossense, porém, parece estar bem indeciso ainda. Na entrevista espontânea, quando o pesquisador não apresenta os nomes dos candidatos, 82,09% das pessoas abordadas declarou que ainda não sabe em quem vai votar.

Dentre os quatro primeiros candidatos que aparecem na nova pesquisa, Riedel é quem mais tem chance de conquistar novos votos. Ele é quem tem a menor rejeição (4%), enquanto Rose aparece com 4,5% e Marquinhos com 11,9%. Campeão disparado neste quesito é o ex-governador, André Puccinelli, cujo nome é rejeitado por 19,6% dos entrevistados.

O Novo Ibrape entrevistou 2,1 mil pessoas com mais de 16 anos em 28 cidades sul-mato-grossenses. Conforme a pesquisa, registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob os números MS-02567/2022 e BR 00672/2022, a margem de erro é de 2% para mais ou para menos. -

Senado – Se as eleições fossem hoje, Tereza Cristina (PP) seria eleita senadora por Mato Grosso do Sul. Ela continua com larga vantagem em relação aos demais candidatos.

Odilon de Oliveira (PSD) ocupa a segunda posição, com 19,7% das intenções de voto, enquanto Luiz Henrique Mandetta (União) tem a simpatia de 9,8% do eleitorado, conforme a amostragem.