Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Esporte

Fundesporte quebrou jejum de anos e recolocou MS no circuito nacional de grandes eventos esportivos

Há 25 anos a Fundesporte é responsável por gerir, promover e fomentar o esporte e o lazer em todo o Estado.

Notícias MS

24 de Dezembro de 2016 - 12:57

O esporte sul-mato-grossense brilhou em 2016, não só com a participação de atletas nas Olimpíadas e Paralimpíadas do Rio de Janeiro, mas com a recolocação de Mato Grosso do Sul no cenário nacional de grandes eventos esportivos. Após tratativas da Fundação de Desporto e Lazer de MS (Fundesporte), o Estado recebeu etapas das maiores competições de vôlei de praia do Brasil: o Circuito Banco do Brasil Nacional e o Open de Vôlei de Praia. Duplas de todo o País, 74 no total, incluindo as olímpicas, jogaram nas areias do Parque das Nações Indígenas em setembro. Um público médio de quase mil pessoas/dia passou pela arena de jogos durante as disputas.

Há 25 anos a Fundesporte é responsável por gerir, promover e fomentar o esporte e o lazer em todo o Estado. Equipes técnicas especializadas trabalham diariamente para democratizar o acesso da população à prática esportiva e a atividades de lazer.

700 mil atendimentos

Somente a Gerência de Lazer e Esporte de Participação realizou mais de 700 mil atendimentos em 2016. Foram 237 eventos em 37 municípios. Parcerias no Programa Lazer nas Cidades, em ações governamentais e não governamentais, montagem de Espaço Kids e promoção de cursos de capacitação em lazer. Eventos como a Hora do Planeta que reuniu centenas de pessoas no Parque das Nações para promover a conscientização e a necessidade de se preservar o meio ambiente.

Ações para o servidor

A Fundação também foi parceira de entidades governamentais como da Secretaria de Estado de Administração de Desburocratização (SAD) no evento Caminhada do Servidor; da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres nos eventos em comemoração ao dia da mulher; do Detran em passeio ciclístico e corrida pedestre; e aderiu à Caravana da Saúde, com o Espaço Kids (brinquedos para as crianças).

Lazer no Parque dos Poderes

A Fundesporte implantou, em outubro, o Programa Amigos do Parque. Todos os sábados, domingos e feriados, das 7h às 19h, a pista que margeia a mata e liga a Afonso Pena à Mato Grosso, no Parque dos Poderes, é interditada para a prática de atividades de esporte e lazer. São 4,1km para uso exclusivo, com segurança e contato com a natureza.

Na primeira edição, a Fundação preparou programação com aula de zumba, avaliação física, demonstração de badminton e tênis, além de show com a cantora Regina Bombom. No mês de novembro, foi realizada, junto com o programa, a Caminhada do Servidor, em comemoração ao dia do servidor e alusão ao novembro azul.

Qualificação de profissionais

A qualificação continuada de servidores, gestores, acadêmicos e profissionais da Educação Física é prioridade na Fundesporte. Em 2016, foram 13 cursos que resultaram no atendimento de quase mil pessoas. Destaque para a Clínica de Alto Rendimento de Basquetebol, com o técnico da seleção feminina olímpica, Antonio Carlos Barbosa. Também foram sucesso, as clínicas paralímpicas de atletismo, goalball e vôlei sentado. No início de dezembro, a Fundação realizou o 1º Ciclo de Capacitação do Marco Regulatório do Terceiro Setor para o Esporte e o Lazer. A intenção foi informar sobre as mudanças legais que atingem as propostas de parceria entre a Fundesporte, governos municipais e entidades civis. 

Retomada de obra

A reforma e construção de instalações esportivas é outra vertente de trabalho. Depois de 12 anos paradas, as obras do Centro de Esporte, Cultura e Lazer do Jardim Canadá/Vila Almeida, em Campo Grande, foram retomadas. A estrutura inclui quadras poliesportivas, prédio administrativo, palco e camarim e será usado como centro de treinamento paralímpico e olímpico. Para auxiliar os gestores municipais na adequação de seus estádios, a Fundesporte ainda promoveu o 1º Workshop de Adaptação aos Novos Laudos Técnicos de Estádios de Futebol, que foi ministrado pela equipe do Ministério dos Esportes.

Bolsa-atleta

Além de ajudar na realização e ser parceira em eventos, a Fundesporte contempla os principais talentos esportivos do Estado com a bolsa-atleta. São dois tipos. Na nacional, 50 esportistas, mesmo número de 2015, foram agraciados. Na estadual, 94 receberam a ajuda de custo para se dedicar aos treinos. Ao todo, em 2016, foram 144 contemplados. O número é seis vezes maior que o do ano passado, quando foram contemplados 15. Para receber a bolsa, o interessado tem que se inscrever e cumprir requisitos de desempenho como, boas colocações em eventos nacionais e internacionais.

Jogos escolares

O esporte escolar é o carro-chefe da Fundesporte. Nas edições 2016 dos Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul (Jems), Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul (Jojums), nas Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul (ParaEsc/MS) e nos Jogos Universitários Estaduais de Esportes de Quadra participaram mais de três mil atletas,  com idade entre 12 e 28 anos, vindos de 28 municípios. Nos Jems, nos Jojums e no ParaEsc/MS, os atletas foram instalados em hotéis e puderam desfrutar de momentos de lazer e descontração num centro de convivência especialmente montado para o evento.

Os vencedores das etapas estaduais dos escolares e dos universitários ganham direito de representar Mato Grosso do Sul nas competições nacionais das categorias. As delegações foram chefiadas pela Fundesporte e contaram com o apoio do Governo do Estado. Nos Jogos Escolares da Juventude – 12 a 14 anos – 157 atletas participaram e conquistaram 14 medalhas – 3 ouros, 5 pratas e 6 bronzes. Na etapa 15 a 17 anos, 156 atletas trouxeram para casa 13 medalhas – 1 ouro, 5 pratas e 7 bronzes. Nos Jogos Universitários Brasileiros foram mais 9 pódios – 3 ouros, 1 prata e 1 bronze, numa delegação de 126 pessoas. Nas Paralimpíadas Escolares, 49 atletas ganharam 51 medalhas – 21 ouros, 17 pratas e 13 bronzes. No total, foram 87 medalhas nacionais: 28 ouros, 28 pratas, 31 bronzes.