Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 29 de Setembro de 2020

Educação

Governo prorroga até 7 de setembro suspensão de aulas presencias que devem voltar no dia seguinte

Governo do Estado prorrogou a suspensão das aulas presenciais na rede estadual de ensino até setembro.

Flávio Paes/Região News

28 de Julho de 2020 - 09:43

O Governo do Estado prorrogou a suspensão das aulas presenciais na rede estadual de ensino até o dia 7 de setembro, devido a pandemia do coronavírus, em Mato Grosso do Sul. Com o aumento exponencial de casos e mortes no Estado, trata-se de mais uma medida para conter a disseminação da doença. A medida deve ser reproduzida em Sidrolândia.

A secretária Estadual de Educação, Maria Cecília Amendola, em participação numa live, previu que dia 8 de setembro as aulas presenciais serão retomadas conforme o número de casos de Covid-19 caiam ou se estabilizem.

Será preciso adotar planos de biossegurança (ainda não elaborados), prevendo medidas como o distanciamento de 2 metros entre um aluno e outro, revezamento de frequência das turmas, higienização com álcool e gel, aferição diária da temperatura corporal. Algumas escolas de Sidrolândia, como a Sidrônio Antunes de Andrade, vão adquirir R$ 50 mil em alimentos da merenda escolar por meio de chamada pública. Caso as aulas presenciais não retornem, os produtos serão transformados para distribuição entre os alunos. Em maio houve a entrega de 350 cestas para famílias que demonstraram interesse.

Decreto

O último decreto do governo previa a suspensão das aulas até o dia 31 de julho, faltando três dias para vencer este prazo, se decidiu em ampliar em mais um mês e dez dias a paralisação das aulas, que foram interrompidas desde março, quando a pandemia chegou ao Estado.

Durante este período, a rede estadual tem disponibilizado aos alunos material impresso, aulas virtuais e transmissão de conteúdo na TV aberta, por meio de uma parceria com a TV Record, que inclusive foi renovada, para que continuem a exibição dos programas.

Neste mês, o governo também providenciou a compra de máscaras e termômetros para serem distribuídas nas escolas, que serão usadas por professores, alunos e funcionários, quando as aulas retornarem, após melhorar o cenário de pandemia no Estado.

No decreto publicado hoje (28) pelo governo estadual, também recomenda que as escolas municipais e as instituições da rede privada também sigam esta nova suspensão das aulas até a primeira semana de setembro, para contribuir com as medidas contra o coronavírus.

A decisão se trata de mais uma ação do Comitê Estadual que foi criado para acompanhar a situação da saúde e economia de Mato Grosso do Sul, durante a pandemia, por meio do programa “Prosseguir”.