Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 4 de Março de 2024

Mundo

Mais de 6.500 civis morreram desde o início da guerra na Ucrânia

A maior parte das mortes ocorreu nas regiões de Donetsk e Luhansk, causadas por armas explosivas com efeitos de longo alcance.

CNN Brasil

22 de Novembro de 2022 - 10:10

Mais de 6.500 civis morreram desde o início da guerra na Ucrânia
Enterro de morador em Kherson, na Ucrânia17/11/2022REUTERS/Valentyn Ogirenko.

Pelo menos 6.595 civis ucranianos morreram e 10.189 ficaram feridos desde que a Rússia invadiu o país em fevereiro, de acordo com o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Entre os mortos estavam pelo menos 415 crianças, 2.575 homens, 1.767 mulheres e 1.838 outros adultos cujo gênero ainda não foi identificado, segundo dados divulgados na segunda-feira (21).

Muitas das mortes de civis ocorreram nas regiões de Donetsk e Luhansk em Donbass – uma região oriental no coração da guerra que tem passado pelos combates mais intensos nos últimos meses. O relatório do órgão da ONU disse que 3.939 civis foram mortos e 5.338 outros ficaram feridos em Donetsk e Luhansk, incluindo 449 em território controlado pela Rússia.

A comissão disse que os números reais são “consideravelmente mais altos” devido à falta ou atraso de informações em áreas onde o conflito se intensificou, inclusive em cidades como Mariupol, Izium, Lysychansk, Popasna e Severodonetsk. A maioria das mortes registradas foi resultado de armas explosivas com efeitos de longo alcance, como bombardeios de artilharia pesada, sistemas de lançamento múltiplo de foguetes, mísseis e ataques aéreos, acrescentou o relatório.