Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 31 de Outubro de 2020

Policial

Acusado de atropelar e matar motociclista se apresenta e nega ter planejado crime

Quase uma semana após o crime, ele chegou à delegacia acompanhado do advogado e da esposa

Diário Digital

22 de Julho de 2014 - 15:04

Ricardo André Rodrigues, 28 anos, acusado de atropelar e matar o motociclista Lucas Silveira Leite Ortiz, 19 anos, na quarta-feira passada (16), na rua Catiguá, no Jardim Canguru, em Campo Grande, se apresentou nesta terça-feira (22), na 5ª Delegacia de Polícia Civil. 

Quase uma semana após o crime, ele chegou à delegacia acompanhado do advogado e da esposa, que estava com ele no momento do atropelamento. Segundo o advogado de defesa, Abadio Rezende, seu cliente não tinha a intenção de matar Lucas e nem percebeu que arrastou a vítima por alguns metros após o acidente. "Foi tudo muito rápido, ele não viu o que tinha acabado de acontecer", explicou.

De acordo com o advogado, Ricardo não conhecia a vítima e o desentendimento começou após uma briga de trânsito. "Em um cruzamento do bairro, Ricardo quase atropelou o Lucas, que estava em uma moto. Ele ficou bravo e começou a perseguir e xingar meu cliente. Pouco tempo depois, mais dois homens em duas motocicletas também começaram a perseguição", contou. Ele também ressaltou que Ricardo não teve tempo de parar o veículo antes de atingir a vítima. "Não era a intenção atropelar o jovem", disse.

Ricardo está sendo ouvido pelo delegado João Reis Belo há mais de duas horas. Ainda segundo o advogado, ele será liberado após prestar o depoimento.

O caso

Na quarta-feira (16), Lucas foi atropelado e arrastado por alguns metros por Ricardo, que conduzia uma Chevrolet Astra, no Jardim Canguru. O acusado teria jogado o veículo em cima da vítima para se defender de ameaças que estava sofrendo. No momento do crime, além de Ricardo, estavam no carro sua esposa e seu filho de nove meses.