Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Novembro de 2020

Policial

Adolescente de 16 anos é assassinado em Paranaíba

Everton Estevan Alves da Silva, de apenas 16 anos, foi assassinado com dois disparos de arma de fogo enquanto conversava com sua namorada, uma adolescente de 13 anos.

Jornal Tribuna Livre

16 de Novembro de 2012 - 13:11

Paranaíba foi cenário de mais um homicídio. Na noite de ontem, véspera de feriado, um adolescente de 16 foi assassinado. O crime aconteceu nas proximidades das Fipar (Faculdades Integradas de Paranaíba), na rua Macline de Queiroz, esquina com a rua Major Heliodoro Rodrigues, no Jardim Redentora.

Everton Estevan Alves da Silva, de apenas 16 anos, foi assassinado com dois disparos de arma de fogo enquanto conversava com sua namorada, uma adolescente de 13 anos.

Segundo versão da garota, Everton saiu do Supermercado Pioneiro, local onde trabalhava, e parou na casa da namorada para conversarem. A jovem diz que pediu para que sua mãe deixasse os dois dialogarem no lado de fora, na frente da residência. Ali eles teriam permanecido por alguns minutos.

A mãe da garota afirma que saiu, falou com a filha e o namorado e voltou para dentro do imóvel. Às 21h, pontualmente, ligou para a filha entrar, porque já estava tarde. Foi nesse momento que ela afirma ter ouvido dois disparos e saiu para ver o que estava acontecendo. A filha já veio na sua direção correndo e entrou na casa gritando.

Ouvida pela polícia, a adolescente disse que um homem de aparentemente uns 20 anos, branco, cerca de 1,68m de altura, magro, rosto fino, trajando calça jeans, boné e uma camiseta com listras amarelas e outra escura, veio na direção do centro, sentido Jardim Redentora pela rua Major Heliodoro Rodrigues, em uma bicicleta verde, passou pelo casal de namorados e seguiu em frente por cerca de 15 metros. Posteriormente, retornou, encostou a bicicleta, e ficou distante uns quatro metros de Everton, retirou uma arma da cintura e disse em voz alta: “Que Deus me perdoe”. Na sequência, disparou contra a vítima, acertando o jovem na cabeça e no peito. A namorada disse que ainda tinha comentado com Everton que o ciclista estava parando, mas não imaginaram o que poderia acontecer.

Mãe e filha pediram socorro, o Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o jovem não resistiu e morreu no local. A Perícia Técnica foi acionada e fez os levantamentos de praxe. A Polícia Militar atendeu a ocorrência, fez diligências na região, porém não encontrou nenhum suspeito.

A polícia trabalha na hipótese de um crime encomendado por um ex-namorado da jovem, que não aceitava o novo relacionamento dela com Everton. O ex não teria executado o delito, mas pode ter pagado por uma execução.

A Polícia Civil está agora investigando o homicídio.