Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Policial

Adolescente de MS é detido por ataques racistas contra Preta Gil

A polícia chegou até o jovem após receber determinação da Justiça do Rio de Janeiro de busca e apreensão no endereço do suspeito.

Correio do Estado

11 de Novembro de 2016 - 13:39

Policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Três Lagoas apreenderam um adolescente de 16 anos, no bairro São Jorge, por suspeita de cometer ofensas e ataques racistas contra a cantora carioca Preta Gil. 

A polícia chegou até o jovem após receber determinação da Justiça do Rio de Janeiro de busca e apreensão no endereço do suspeito. De acordo com o SIG, o três-lagoense foi identificado através de registro de Boletim de Ocorrência feito pela Preta Gil referente a ataques racistas sofridos por meio da sua Rede Social na Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos no Rio. 

Depois da denúncia, uma varredura foi feita e os envolvidos em atacar a cantora foram identificados, através da localização do IP de computadores, cadastros em páginas “fake” e endereços de onde os suspeitos registraram ofensas e ataques racistas. Entre eles, o jovem de Três Lagoas. 

O adolescente foi apreendido e encaminhado à sede do SIG, onde confessou ter feito os ataques e participar do grupo “Máfia Maliciosa”, que tem integrantes de todo o país que atacam, principalmente os negros e homossexuais. O grupo, inclusive, já foi denunciado por atacar a jornalista Maju, do Jornal Nacional e as atrizes Juliana Paes e Thais Araújo. 

Um fato que chamou a atenção do SIG, conforme informações do próprio setor, é que o adolescente é negro, assim como o seus pais. Computadores do adolescente foram apreendidos e serão investigados. Ele foi ouvido, em seguida liberado e responderá ato infracional.