Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Maio de 2021

Policial

Bandido assalta comércio e comparsa, "cliente", exige reembolso da proprietária

Ela seguiu o suspeito, Allan Medeiros, e acionou a Polícia Militar.

Correio do Estado

30 de Dezembro de 2016 - 08:34

Dona de uma cafeteria, de 43 anos, foi assaltada na tarde de ontem (29) na Vila São Jorge da Lagoa, em Campo Grande. Dupla de bandidos planejou a ação que consistia em um roubar e o outro se passar por cliente, "vítima" do assalto, para então exigir ressarcimento da mulher. Ela seguiu um dos suspeitos e acionou a PM, que descobriu esquema.

Equipe da Polícia Militar foi informada pela dona do estabelecimento de que um dos bandidos tinha entrado em uma vila, com várias quitinetes, na Rua Turquia, no mesmo bairro.

Ao entrarem no local, os militares foram informados pelos moradores de que um estranho havia entrado no último domicílio. No cômodo, encontraram Allan Rodrigues Medeiros, de 29 anos, com R$ 35 e 19 passes unitários do transporte coletivo, mas de acordo com a proprietária, 30 foram roubados.

Prontamente ele confessou que havia assaltado o comércio e com Allan, foram encontrados uma carteira e um aparelho celular, que foram roubados de um cliente que estava no momento da ação.

Esse cliente que estava no local, identificado como Sidney Diniz, havia exigido o dinheiro da dona da cafeteria, referente ao valor dos bens levado pelo bandido. A mulher anotou outro número de contato do rapaz, para depois poder ressarci-lo.

Os policiais tentaram entrar em contato com Sidney, mas ele não atendeu. Em seguida, Allan confessou que Sidney era seu comparsa e tinham planejado que ele se passaria por cliente do comércio para subtrair mais dinheiro da mulher.

Ele foi preso e encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) na Vila Piratininga. Sidney ainda não foi localizado.