Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 13 de Agosto de 2022

Policial

Biólogos da Petrobras encontram ossada que pode ser de adolescente

A ossada foi levada ao IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) da cidade. Ainda não se sabe se o caso se trata de homicídio.

Campo Grande News

07 de Outubro de 2015 - 08:45

Duas biólogas da Petrobras acionaram a polícia após encontrar ossada humana na noite de ontem (6), na Rua Youssef Ahmad El Jarouche, próximo a termoelétrica, no Distrito Industrial II, em Três Lagoas. Os ossos podem ser de um adolescente de 16 anos, que está desaparecido há 38 dias.

Conforme boletim de ocorrência, as biólogas faziam monitoramento da fauna e flora da região, conhecida como cascalheira, quando encontraram a ossada em uma clareira no interior da reserva legal, local de difícil acesso - distante cerca de 500 metros da estrada.

No local, os policiais encontraram um par de chinelo, de cor preta. No crânio foi localizado um aparelho ortodôntico, de cor azul. A ossada foi levada ao IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) da cidade. Ainda não se sabe se o caso se trata de homicídio.

Durante o registro policial, Jocymeire Martins de Souza, foi a delegacia e contou que o filho, Pedro Henrique Martins de Souza, 16 anos, está desaparecido desde o dia 28 de agosto. Algumas características, como o chinelo e o aparelho bateu com o que o rapaz usava. O caso foi registrado como achado de ossada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas.