Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 24 de Outubro de 2020

Policial

Calote milionário de construtora lesou pelo menos 11 empresas na Capital

O caso veio à tona no dia 20 de janeiro, quando foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande.

Campo Grande News

04 de Fevereiro de 2014 - 16:20

Pelo menos 11 empresas de Campo Grande foram lesadas pela RS Construções e Transportes ME, que deu calote milionário em seus fornecedores em dezembro do ano passado. A polícia mantém em sigilo algumas informações sobre o golpe para não atrapalhar as investigações. Até o momento, Reginaldo Fernandes Medeiros, o proprietário da construtora, continua foragido.

O caso veio à tona no dia 20 de janeiro, quando foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. O crime foi identificado como “arara”, golpe conhecido como uma das fraudes empresariais e financeiras mais “famosas” do País.

A construtora fez compras de fornecedores e, em seguida, vendeu os produtos antes do vencimento dos boletos. Depois disso, sumiu da cidade e não foi mais encontrada, assim como o dono. São pelo menos 26 protestos em instituições financeiras, mas o valor total do prejuízo ainda não foi calculado.

Investigações – Desde que o inquérito foi instaurado pela delegada titular da Dedfaz (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações), Ariene Murad, vários mandados de busca e apreensão foram executados.

“Estivemos em vários imóveis e recuperamos telhas, tijolos, pisos, rejuntes, esquadrias e outros. Agora estamos procurando o dono da empresa, que continua foragido”, revela. A delegada ainda promete fazer um balanço total do prejuízo até o fim do inquérito, que pode ser prorrogado por mais 30 dias e ser concluído só no mês que vem.

“Foram sucessivas complementações. Eu teria que somar um valor total do prejuízo. Isso porque a cada dia aparecem novas vítimas. Hoje mesmo veio uma à delegacia. Estamos descobrindo vítimas que não registraram boletim de ocorrência e estamos chamando pessoas lesadas para registrar o b.o.”, explica.

Quem sofreu qualquer tipo de calote da empresa RS Construções e Transportes ME pode procurar a Dedfaz, que fica na Rua Ceará, 2146, na Capital, com documentos, notas fiscais, cheques e outros documentos que comprovem o prejuízo.