Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Policial

Cigcoe retirou 6 famílias de fazenda e número deve chegar a 30 ainda hoje

As ações em Itaquiraí, a 410 quilômetros da Capital, fazem parte de cerca de 50 ordens de despejo expedidas pela Justiça Federal.

Campo Grande News

21 de Agosto de 2013 - 14:54

Da madrugada de ontem até às 10 horas desta quarta-feira (21), seis famílias que viviam em lotes comprados de forma irregular foram retiradas da Fazenda Santo Antônio pela tropa de choque da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais). As ações em Itaquiraí, a 410 quilômetros da Capital, fazem parte de cerca de 50 ordens de despejo expedidas pela Justiça Federal.

Segundo a assessoria do Incra (Instituto Nacional de Colonização Agrária), até o fim do dia, a expectativa é que 30 famílias sejam retiradas da propriedade. Caminhões foram enviados para os locais e as famílias podem escolher o destino entre Itaquiraí e Naviraí.

Muitas famílias resistiram às ordens encaminhadas pela equipe composta por dois oficiais de Justiça, servidores e um Procurador Federal do Incra. A polícia precisou intervir para a retirada das famílias. No fim da tarde de ontem, houve um protesto com a participação de 80 pessoas que compraram lotes irregulares e já haviam sido notificadas do despejo.

Ao todo, 110 liminares foram concedidas pela Justiça depois do pedido de 350 despejos feitos pelo órgão em todo o Estado. A próxima cidade a receber as ações será Ponta Porã onde fica localizada a Fazenda Itamarati, a data ainda não foi definida porque depende do andamento dos despejos em Itaquiraí.

Em Itaquiraí, a fazenda alvo da ação é a Santo Antônio que possui 28 mil hectares e mais de 1,1 mil famílias assentadas. Segundo o Incra, muitas famílias compraram o lote de forma irregular em 2010 e corriam o risco de despejo.