Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 16 de Maio de 2021

Policial

CMO diz que pedreira estava regular e explosivos numerados

Numeração pode ajudar a localizar dinamites.

Midiamax

27 de Dezembro de 2016 - 16:08

O CMO (Comando Militar do Oeste) afirma a Pedreira São Luiz, assaltada na noite dessa segunda-feira (26) estava regular e que de acordo com registros da SFPC (Seções de Fiscalização de Produtos Controlados), os explosivos eram numerados. 

Em nota divulgada na tarde desta terça-feira (27), o CMO destacou que a numeração facilita o rastreamento dos explosivos roubados. Conforme informações extraoficiais, 275 quilos de dinamites foram levados no assalto.

De acordo com relatos, os dinamites estavam divididos em 11 caixas com 25 quilos de explosivos cada. A Polícia Civil ainda deve investigar se o roubo dos explosivos tem ligação com furtos a bancos. Já que as dinamites geralmente são usadas por quadrilhas especializadas nesse tipo de crime.

Assalto

Uma dupla teria invadido o local no início da noite de segunda-feira, dominado o segurança e o espancado. O homem foi amarrado e deixado na pedreira e só foi encontrado nesta manhã, quando funcionários chegaram para trabalhar.

O segurança estava bastante ferido, com o punho inchado e várias escoriações pelo corpo causadas pelas agressões. Ele foi socorrido por militares do Corpo de Bombeiros e levado para atendimento médico na Santa Casa de Campo Grande.

Equipes da Polícia Militar, do Batalhão de Choque, da Polícia Civil e da Perícia, estiveram no local. O CMO informou que também vai colaborar com a investigação.