Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 20 de Abril de 2021

Policial

Com R$ 79 mil em multas, prisões em rios caíram 38% e apreensão de pescado 59%

Campo Grande News

01 de Março de 2021 - 16:45

Com R$ 79 mil em multas, prisões em rios caíram 38% e apreensão de pescado 59%
Parte de pescado apreendido durante Operação Piracema 20/21; maior fiscalização ajudou a reduzir números (Foto: Divulgação/PMA)

Fiscalizações por rios de Mato Grosso do Sul coibiram a prática ilegal de pesca durante o período de piracema, tendo o número de prisões e de apreensões de pescado reduzido, entre o fim de 2020 e início de 2021. Conforme balanço da PMA (Polícia Militar Ambiental), 29 pessoas foram levadas em flagrante para delegacia, na operação que terminou na noite de ontem (28), 18 a menos que ano passado.

A quantidade de pescado aprendido também foi menor. Este ano, 352 quilos foram recolhidos, enquanto na edição anterior da operação o total foi de 859 quilos, uma dedução de 59%. Balanço indica ainda, que a média de pescado apreendido agora foi de 9,5 quilos por pescador. Na operação passada, a média foi de 15,6 quilos. Ao todo, R$ 79 mil em multas foram aplicadas por equipes de fiscalização, durante o período.

O que aumentou consideravelmente, conforme a PMA, foi a apreensão de petrechos de pesca, principalmente redes, principal item usado por pescadores. Foram apreendidas 167 nesta operação de 2020/2021 e 95 na operação passada.

Ressalta-se com relação à preocupação com os petrechos do tipo redes de pesca, espinhéis e anzóis de galho, porque são petrechos com alto poder de captura e são materiais em que as pessoas não precisam permanecer nos rios durante a pesca ilegal.

“Os infratores armam os petrechos, normalmente de madrugada e voltam somente para conferir, o que dificulta as prisões”, destaca a PMA.