Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Junho de 2024

Policial

Defesa do suspeito de sumiço de índio pede habeas corpus no TRF

Dourados Agora

20 de Junho de 2012 - 10:51

A defesa do proprietário da Gaspem Segurança, Aurelino Arce, vai entrar com pedido de habeas corpus junto ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF).

Segundo a polícia, o policial militar aposentado foi preso, na sexta-feira passada, por suspeita de envolvimento no sumiço do líder indígena Nísio Gomes.

De acordo com o advogado Maurício Rasslan, Aurelino Arce e outros três funcionários da empresa foram presos em Maracaju, quando trabalhavam em uma exposição agropecuária. Arce cumpre prisão preventiva no Presídio Militar de Campo Grande.

Conforme a defesa, as prisões preventivas foram decretadas após a Polícia Federal ouvir o depoimento da ex-namorada de Arce, que está presa acusada de envolvimento no atentato contra ele, ocorrido no dia 31 de maio.