Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 27 de Outubro de 2020

Policial

Desaparecimento de pintor há quase 45 dias segue sob investigação

Lauri foi visto pela última vez na noite de 1º de Julho, em frente a casa onde vivia com a mãe e o filho de seis anos, no Jardim Colúmbia, Região do Nova Lima em Campo Grande

Campo Grande News

13 de Agosto de 2014 - 11:05

Prestes a completar 45 dias, o sumiço do Pintor Lauri Borges, também conhecido como “Alemão”, de 42 anos, ainda é mistério. Nesta quarta-feira (13) o delegado Edilson da Silva, da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio) de Campo Grande, disse que o caso segue em investigação, no entanto, não forneceu detalhes a respeito do trabalho da polícia.

Lauri foi visto pela última vez na noite de 1º de Julho, em frente a casa onde vivia com a mãe e o filho de seis anos, no Jardim Colúmbia, Região do Nova Lima. Na ocasião, vizinhos disseram que por volta das 22h, ele foi obrigado a entrar em um carro outras quatro pessoas, tomando rumo ignorado. Deste então ninguém mais teve notícias sobre seu paradeiro.

A família chegou a fazer algumas buscas por conta própria, mas sem sucesso. Alemão seria usuário de drogas e as hipóteses sobre o desaparecimento são inúmeras, partindo desde o envolvimento com traficantes, até possíveis relacionamentos amorosos, incluindo desentendimentos com um dos ex-maridos de sua atual amásia. No entanto, obviamente, não há confirmações.

Em recente entrevista ao, no dia 22 de julho, a mãe do pintor, Ana Joaquina Borges, de 64 anos, disse que as esperanças estavam diminuindo. “Meu coração de mãe começa a sinalizar que não vou ver mais meu filho com vida. Depois de tanto tempo e ainda sem saber o que aconteceram, as esperanças vão acabando. Encontrar ele vivo seria um milagre”, disse ela na ocasião.