Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Outubro de 2020

Policial

Em assalto, ladrão tenta executar comerciante com 5 tiros no Pé de Cedro

Diante a reação do comerciante, o assaltante sacou de um revolver e efetuou pelo menos cinco disparos contra a vítima.

Marcos Tomé/Região News

26 de Julho de 2014 - 20:24

Uma tentativa de assalto por pouco não termina em tragédia no conjunto habitacional Pé de Cedro. O comerciante Carlos Augusto, de 51 anos, dono de uma mercearia na Avenida Aroeira, reagiu ao anúncio de um assalto por volta das 19h30 deste sábado (26) e foi alvejado por cinco disparos de arma de fogo a queima roupas.

Durante a ação dos bandidos, Carlos estava em companhia da esposa, Ledevina da Silva, 50, e do filho Valdinei Augusto, de 19. Segundo informações apuradas pelo regiaonews, o comerciante foi surpreendido por dois homens engarupados numa motocicleta. Um dos criminosos desceu da moto enquanto o outro dava cobertura pelo lado de fora do estabelecimento.

Diante a reação do comerciante, o assaltante sacou de um revolver e efetuou pelo menos cinco disparos contra a vítima, montou na motocicleta e saiu em rumo ignorado. Um taxista que reside ao lado, socorreu Carlos para a unidade de pronto atendimento do Hospital Elmiria Silvério Barbosa.

Segundo dona Ledevina, um dos disparos atingiu seu marido no braço esquerdo. Ela informou que esta já é a terceira vez que são vitimas de assalto na Mercearia e Sorveteria Itália em menos de 1 ano. Há três meses, dois homens a pé, adentraram no estabelecimento para sondar o movimento, ficaram parados na calçada, retornaram e anunciaram o assalto minutos depois.

Ela lembra que seu companheiro na época, não se rendeu aos marginais no momento em que tentaram agarra-lo pelo colarinho da camisa. “Ele se livrou dos bandidos que saíram correndo pela Rua”, lembra. A Polícia Militar esteve no local, ouviu testemunhas e fez buscas nas imediações na tentativa de localizar a dupla. Até o fechamento desta matéria, não havia informações do paradeiro dos marginais.