Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Maio de 2021

Policial

Em três dias, acidentes em rodovias do Estado matam 10 pessoas

Algumas das vítimas estavam a caminho da ceia de Natal.

Correio do Estado

26 de Dezembro de 2016 - 09:53

Rodovias estaduais e federais registraram, durante o recesso natalino, dez mortes em Mato Grosso do Sul. Foram casos como de Maria Andréa da Costa que, junto com a filha, pretendiam chegar para a ceia com familiares em Paranaíba. A viagem, no entanto, foi interrompida na BR-158.

Moradoras da paulista São José do Rio Preto, Maria Andréa e Luma Maria da Costa, foram atingidas por outro veículo que bateu na traseira de caminhão no Km 126. A mãe morreu no local, já a filha foi transferida da Santa Casa de Aparecida do Taboado para Paranaíba a fim de passar por exames complementares. Os presentes de Natal foram saqueados por outros motoristas.

Bernardete Maria e Daniele Caroline Gregio, 56 e 28 anos, também tiveram a viagem de Natal interrompida na BR-163. Chovia quando a caminhonete S-10 perdeu o controle, batendo em carreta de milho no sentido contrário. A mãe morreu no local e a filha na Santa Casa da Capital. O condutor, marido e pai das vítimas, Antenor Gregio, 59 anos, permanece internado no hospital.

O condutor José Ribeiro Camargo, 56 anos, seu cunhado Geraldo Rodrigues Borges, 69 anos, e a enteada Meire Cristina da Silva, 36 anos, morreram ao não conseguir desviar de carreta atravessada na pista da MS-377, em Água Clara. Meire estava grávida de nove meses e havia se formado há poucos dias no curso de Fisioterapia. As vítimas moravam em Cassilândia.

Hiago Augusto da Silva, 22 anos, e Maria Raeti de Freitas, 40 anos, perderam a vida na BR-262. Outras quatro pessoas ficaram gravemente feridas, incluindo uma grávida de cinco meses, quando dois veículos Volkswagen Gol bateram na rodovia. Três dos feridos foram encaminhados para a Santa Casa de Campo Grande e outra ficou em Ribas do Rio Pardo.

Na BR-163, também morreu Amaro Rodrigues, 60 anos. Ele não resistiu aos ferimentos depois de colidir na traseira de um caminhão no Trevo da Bandeira, em Dourados. Já outra vítima, que faleceu na Santa Casa da Capital, aguarda identificação até mesmo da rodovia onde foi atropelada. Esta seria uma mulher, de aproximadamente 28 anos, que será identificada pelas digitais.