Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Maio de 2021

Policial

Fretista assassinado foi para Maracaju em companhia de dois desconhecidos

Familiares e amigos relatam que Francisco era uma pessoa pacífica, aparentemente sem inimigos.

Flávio Paes/Região News

23 de Janeiro de 2017 - 14:12

Será sepultado na tarde desta segunda-feira às 15h30, o fretista Francisco Pereira do Nascimento, 68 anos, assassinado domingo à tarde com tiros em Maracaju. Os familiares e quem o conheciam do ponto onde trabalhava, em frente da estação rodoviária, além de abalados com as circunstâncias da sua morte, não conseguem entender a motivação do crime.

Eles relatam que Francisco era uma pessoa pacífica, aparentemente sem inimigos. A teoria de que foi vítima do golpe do falso frete, também não se sustenta, já que os assassinos, após o executarem, fugiram, deixando pra traz o seu caminhão, um Agrale/1800 de placa HSQ-7402, de pouco valor de mercado.

Conforme a reportagem apurou com seus familiares, pela manhã um dos seus filhos esteve na casa dele na Vila Tereré, onde o encontrou bem-humorado e sem previsão de fazer algum frete no domingo, muito menos fora da cidade.

Por volta das 11h45 horas passou pelo Restaurante Santa Lourdes na Rua Ponta Porã, em frente do mercado Skina, onde trabalha um dos seus filhos, Adilson Gomes. Saiu dali e por volta das 13h30, em companhia de dois desconhecidos, tomou rumo de Maracaju, onde faria um frete, mas foi encontrando a morte de forma trágica.