Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 11 de Agosto de 2022

Policial

Furto de celular, avaliado em R$ 500, motivou execução na Capital

Em depoimento, ele alegou que o furto do celular da namorada e ameaças que recebeu de Jean foram os motivos do crime

Correio do Estado

05 de Outubro de 2015 - 14:15

Furto de um aparelho celular, avaliado em cerca de R$ 500, motivou a execução de Jean Felipe Benites, 22 anos, ocorrida na tarde de segunda-feira (28), na Rua Frank Sinatra, no Bairro Estrela Parque, em Campo Grande. O autor do crime, identificado como Vilber Rodrigues dos Santos, 21 anos, apresentou-se à polícia na semana passada e responde ao processo em liberdade.

De acordo com informações do delegado da 4ª delegacia, Sérgio Luiz Duarte, responsável pelo inquérito, Vilber assumiu autoria no crime e também entregou o revólver, calibre 32, utilizado. Sem pedido de prisão e por estar colaborando com a investigação, foi interrogado e liberado.

Em depoimento, ele alegou que o furto do celular da namorada e ameaças que recebeu de Jean foram os motivos do crime. “Jean havia furtado o telefone da namorada do Vilber. Quando o furto foi descoberto, marcaram encontro e tentaram reaver o aparelho. Mas, segundo o autor, Jean ficou enfurecido e passou a ameaça-lo. Inclusive, houve um desentendimento dias antes em que a namorada de Vilber foi atingida com uma facada por um amigo do Jean”, revelou a autoridade policial.

Ainda conforme o delegado, Vilber disse ter se sentido intimidado com as ameaças e comprou a arma no sábado (25), para se defender.

Na terça-feira, ao encontrar com Jean, discutiram. Na ocasião, armada com uma faca, a vítima tentou golpear Vilber que reagiu com quatro disparos. Dois deles atingiram o rapaz.

Jean ainda correu alguns metros, mas caiu morto dentro de uma casa. Segundo a polícia, ele era usuário de drogas.  O aparelho celular que motivou o crime acabou não sendo recuperado.