Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Policial

Homem de confiança de Pavão e namorada são mortos em Assunção

Uma terceira pessoa, que seria irmã de Milena, estava no banco de trás do carro, mas sobreviveu e não teve a identidade revelada.

Campo Grande News

03 de Janeiro de 2017 - 07:53

Pablo Jacques, de 41 anos e sua namorada Milena Soares Bandeira, de 26, foram assassinados com vários tiros na tarde de ontem em Assunção, capital do Paraguai. Pablo era 'braço direito' do narcotraficante brasileiro Jarvis Pavão e a morte pode ser um recado.

O casal era brasileiro e foi vítima de uma emboscada por volta das 13h de ontem. Atiradores dispararam mais de 30 vezes contra a caminhonete Hilux em que eles estavam. Uma terceira pessoa, que seria irmã de Milena, estava no banco de trás do carro, mas sobreviveu e não teve a identidade revelada.

Milena morava em Dourados/MS e Pablo em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil, e ambos estavam em Assunção devido as festas de fim de ano. Segundo informações do ABC Color, Pablo era homem de confiança do narcotraficante Jarvis Pavão, há cerca de cinco anos.

A advogada de Pavão, Laura Casuso acredita que o crime seja uma mensagem para seu cliente que está preso na penitenciária de Tacumbú, em Assunção, visto que havia uma relação de confiança entre os dois.

A relação era tão próxima, que a advogada e Pablo se encontraram há uma semana e até falaram da vida amorosa da vítima, porém ele não teria dito nada sobre estar sendo ameaçado.

Ainda de acordo com o ABC Color, na noite de ontem, agentes da Polícia Nacional estiveram no hotel onde Milena estava hospedada e apreenderam alguns de seus pertences. Itens da mulher que estava com a vítima dentro do carro e no mesmo hotel também foram levados pela polícia.

Ao jornal paraguaio, policiais disseram que acreditam que a sobrevivente poderia fornecer informações importantes para encontrar os assassinos.