Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 20 de Junho de 2024

Policial

Homem é preso após manter os filhos em cárcere privado em Três Lagoas

Os militares isolaram o imóvel, e durante a conversação, o acusado que já conhecido nos meios policiais e usuário de drogas

Minuto MS

19 de Julho de 2012 - 15:08

A Polícia Militar, através da Ronda Ostensiva Tática do Interior (Rotai) prendeu nesta quinta-feira (19), um homem de 40 anos acusado de manter em cárcere privado os filhos de 9 e 4 anos, em uma residência, localizada na Rua João Mendes, Bairro Interlagos, em Três Lagoas.

De acordo com o boletim de ocorrência, após a comunicação do fato, os militares deslocaram-se para o local, onde um capitão do Corpo de Bombeiros já realizava a negociação com o autor, identificado como Ary Nogueira Soares.

Espião Russo

Os militares isolaram o imóvel, e durante a conversação, o acusado que já conhecido nos meios policiais e usuário de drogas, declarou que era um agente da KGB e que atuava em vários países, citando ainda que os filhos já haviam sido sequestrados por um famoso apresentador da TV Globo.

Soares ainda afirmou que gosta muito dos filhos e que não teria coragem de machucá-los, querendo apenas a guarda deles.

Exaltado e Agressivo

O autor, conforme os policiais, encontrava-se agressivo e bastante exaltando, chutando a porta da sala da casa, momento em que os militares analisando a situação de crise e avistando as crianças trancadas em um quarto, ao lado da sala, os policiais realizaram uma entrada tática no imóvel.

Ação Rápida

Enquanto um dos policiais conteve a porta dos fundos, os demais entraram no local e avistaram Soares com duas facas nas mãos.

Os militares pediram para que o autor jogasse as facas no chão, porém não obtiveram êxito, sendo ameaçados fisicamente.

Para contê-lo, e de forma estritamente necessária, um dos policiais disparou duas balas de borracha contra o autor para que ele fosse imobilizado e detido.

Soares foi detido e encaminhado ao Posto de Saúde onde foi medicado e posteriormente encaminhado à Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) para as providências cabíveis.