Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Policial

Índio é baleado em bloqueio na BR-262 e terenas acusam fazendeiro

O cacique aponta o proprietário da fazenda Santa Rosa, Joney Correa, como o autor do disparo que acertou o terena Abrão Pereira.

Campo Grande News

19 de Setembro de 2013 - 11:00

A interdição da BR-262, entre Aquidauana e Miranda, que acontece na manhã desta quinta-feira teve um índio baleado, confusão e exigência de reforço policial. De acordo com o cacique da aldeia Cachoeirinha, Adilson Antônio, um fazendeiro, em uma caminhonete, tentou furar o bloqueio. “Ele desceu do carro e começou a atirar para baixo”, relata.

O cacique aponta o proprietário da fazenda Santa Rosa, Joney Correa, como o autor do disparo que acertou o terena Abrão Pereira. O índio foi baleado no dedão do pé e levado para o hospital de Miranda. A vítima mora na aldeia Moreira.

A rodovia foi fechada às 8h40 em protesto contra o atendimento médico aos indígenas. Eles exigem a exoneração do coordenador da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), Nelson Carmelo.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), não há dado oficial do tamanho do congestionamento. No entanto, há informações de que a fila chega a três quilômetros de cada lado. O bloqueio é 5 km antes de Miranda.

Os terenas informara que a rodovia só será aberta com a prisão do autor dos disparos. Ainda conforme a PRF, a Polícia Federal enviou uma equipe para o local do protesto.