Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Policial

Jovem que confessou execução em pastelaria disse que estava bêbado

05 de Julho de 2012 - 08:51

Minutos antes da reconstituição do crime, Dalvan Conceição Cruz de Souza, 20 anos, disse que está arrependido de ter matado Otacílio Rodrigues de Oliveira, o Ratão. “Eu estava alcoolizado, foi um momento de raiva.

Durante a reconstituição do crime, na tarde desta quarta-feira (04), Souza demonstrou frieza e detalhou o crime as autoridades que trabalham no caso. Porém, de manhã, o jovem chegou a chorar na delegacia, quando foi apresentado à imprensa.

A reconstituição durou cerca de 1h30 e foi acompanhada por amigos e familiares da vítima, que ficaram em silêncio. Segundo o autor, depois de um desentendimento na conveniência, ele emprestou a arma de um amigo e seguiu a vítima até a pastelaria.

Ratão fazia seu pedido quando foi chamado por Souza. Ao vir na direção do autor, a vítima foi alvejada com três tiros. Assim que Ratão caiu no chão, Souza disparou outras duas vezes em sua cabeça.

Para a perícia, não existe dúvidas sobre o crime. O autor ficará preso e será indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar, segundo o delegado titular, Bruno Henrique Urban.

O crime aconteceu na madrugada de segunda-feira (02), numa pastelaria localizada na avenida Presidente Vargas, no bairro Santo André, em Coxim.

O revólver usado na execução também foi apreendido. A arma estava em posse de um adolescente de 16 anos, que foi detido nesta terça-feira (03), no bairro Senhor Divino, em Coxim.