Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 23 de Abril de 2024

Policial

Jovem que sequestrou bebês teve gravidez psicológica, diz testemunha

O boletim de ocorrência, no caso do flagrante desta sexta-feira, foi registrado como sequestro e Kaira ficou com a criança por cerca de quatro horas.

Dourados News

25 de Novembro de 2017 - 07:37

Kaira Fernanda Soares Santana, 21 anos, flagrada com um bebê de 7 meses que tinha sido sequestrado em Campo Grande, teve gravidez psicológica e quadro psiquiátrico classificado como "complicado". Segundo o jornal Correio do Estado, a explicação foi dada pela delegada da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Marília de Brito.

A policial ouviu a mãe da suspeita, que relatou a condição psicológica. "Em depoimento, a mãe da suspeita falou que ela tem quadro psiquiátrico complicado. É um caso que causa comoção social, traz temor e insegurança", disse Marília.

A jovem é investigada por dois crimes. Na última quinta-feira, dia 23 de novembro, ela cometeu subtração de incapaz após retirar da casa da família um bebê de 4 meses. Essa criança foi recuperada pela polícia, durante ação do Grupo de Operações e Investigações (GOI) e devolvida aos pais. A delegada, que não atua pelo GOI, não deu detalhes do motivo de Kaira não ter sido presa na quinta. Também não foi informada as circunstâncias desse crime.

Hoje, ela novamente retirou um bebê, desta vez de 7 meses, da casa da família. O boletim de ocorrência, no caso do flagrante desta sexta-feira, foi registrado como sequestro e Kaira ficou com a criança por cerca de quatro horas.

"Ela é usuária de drogas e não tem residência fixa", apontou a delegada, que recebeu essas informações da mãe da suspeita.

O modo de agir foi igual nas duas situações. A mulher tinha acesso à casa onde estavam os bebês. Ela pegava as crianças com a justificativa que iria passear, mas não retornava. 

Chegou a ser cogitada a possibilidade que ela poderia vender essas vítimas, mas essa circustância ainda depende de investigação.

VISITAR A "AVÓ"

Sobre o crime praticado na quinta-feira, a mãe da mulher presa relatou que Kaira levou o bebê de 4 meses para ela conhecer. Por conta dessa situação, o caso foi repassado ao GOI, que recuperou a criança e a devolveu para a mãe, que tem 22 anos.

Quando Kaira tirou essa criança de 4 meses de casa, uma tia estava no local. Esse mulher não conseguiu evitar que a suspeita fugisse porque está operada e não conseguiu correr atrás dela.

Já no caso de hoje, a mãe da vítima tem 27 anos e mora no bairro Caiçara. Depois de levar o bebê, Kaira foi vista pela polícia na Vila Jacy. Como a jovem estava sendo investigada pela subtração de incapaz cometida na quinta-feira, policiais a seguiram e encontraram a segunda criança, esta de 7 meses.

"No depoimento ela mentiu muito. Falou que tinha três filhos e tinha que levar na creche. Mentiu em várias partes", comentou a delegada da Depca.

Kaira Fernanda foi levada para a 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande e ficará sob custódia até a audiência marcada para acontecer na segunda-feira (27).