Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Policial

Ladrão ameaça atirar em policial civil durante fuga e acaba baleado

Policiais estranharam a atitude, colocaram os objetos na viatura e abordaram o rapaz que estava em atitude suspeita.

Correio do Estado

22 de Dezembro de 2016 - 09:05

Júlio César Nascimento Ferreira, 29 anos, foi baleado depois de furtar uma residência e ameaçar atirar contra uma policial civil, no fim da manhã de hoje, no Jardim Tijuca, em Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, investigadores da Polícia Civil transitavam pela Rua Paraguaçu quando viram um homem, que estava próximo a vários objetos enrolados em uma manta na calçada, subir em uma motocicleta e sair em alta velocidade.

Policiais estranharam a atitude, colocaram os objetos na viatura e abordaram o rapaz que estava em atitude suspeita.

Homem se identificou como sargento da Polícia Militar e informou que se deparou com ladrão em frente de sua casa carregando os objetos, que eram uma televisão 32 polegadas, dois pares de sapato, em cinto, um celular, uma mochila e uma manta.

Sargento abordou o suspeito, que fugiu pulando portão de um terreno e que ele tentava localizar o criminoso.

Investigadores passaram a ajudar nas buscas e encontraram o rapaz agachado no canto de um muro, tentando se esconder. Ao se identificarem, homem correu e entrou no quintal de uma residência.

Policial civil abordou o homem no fundo dos imóveis e ordenou que ele parasse, momento em que Ferreira apontou a arma e, para se defender, investigadora efetuou um disparo contra o homem.

Os próprios policiais socorreram o suspeito e o encaminharam ao Hospital Regional, de onde ele foi transferido para a Santa Casa.

Suspeito tem várias passagens pela polícia, principalmente pelo crime de furto.

Vítima que teve a casa furtada procurou a delegacia para registrar boletim de ocorrência, informando que chegou em casa e encontrou o local revirado e objetos levados. Os pertences foram devolvidos.

Caso foi registrado como furto qualificado com destruição ou rompimento de obstáculo, lesão corporal decorrente de oposição à intervenção policial e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito na 6ª Delegacia de Polícia Civil.