Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 7 de Dezembro de 2021

Policial

Mãe e filho são encontrados mortos em apartamento em Porto Alegre

O outro fato que reforça a teoria de homicídio seguida de suicídio é que o apartamento possui uma tranca giratória que só é possível acioná-la por dentro do imóvel e com chave.

Terra

19 de Setembro de 2013 - 10:45

Uma idosa e seu filho foram encontrados mortos no final da noite de quarta-feira em um apartamento no Centro Histórico de Porto Alegre (RS). Os corpos de Maria Suely de Moura Faria Correa, 89 anos, e Julio Cezar Moura de Faria Correa, 53 anos, estavam no banheiro da residência com vários cortes. Ao lado, uma faca com marcas de sangue. A Polícia Civil trabalha com duas possibilidades: homicídio seguido de suicídio ou um assassinato cometido por uma terceira pessoa.

De acordo com o delegado Filipe Bringhenti, titular da 2ª no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), fatores levam a crer que o homem matou a mãe durante uma briga e, em seguida, se matou. "Ainda é muito cedo para chegar a conclusão. A cena estava bem confusa. Ficamos bastante tempo lá, debatemos com perito e não foi possível no momento, com os dados do local, chegar a certeza preliminar", explicou.

Segundo Bringhenti, a polícia foi acionada após familiares não conseguirem entrar em contato com a idosa. A suspeita é que o crime tenha ocorrido entre as 5h e as 21h de quarta-feira. "Provavelmente tenha sido ontem porque às 5h30 o jornal é entregue por baixo da porta e ele estava na mesa da casa, sinal que alguém o pegou e colocou lá", considerou.

"Não descartamos haver um terceiro também porque havia número grande de facadas, mas achamos menos provável porque toda cena do crime se resume a um banheiro, não tem luta pela casa, nem ambiente revirado. Além disso, teria que ser mais de uma pessoa para segurar os dois naquele local", avaliou Bringhenti.

O outro fato que reforça a teoria de homicídio seguida de suicídio é que o apartamento possui uma tranca giratória que só é possível acioná-la por dentro do imóvel e com chave. Apenas os dois viviam no apartamento. Os vizinhos disseram que não ouviram nenhum barulho suspeito.