Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 31 de Outubro de 2020

Policial

Marginais arrombam casas, estouram pipoca, fritam peixe e fazem caipirinha

O suspeito conseguiu entrar na casa pela janela do banheiro. "Ele subiu no tanque para alcançar a janela e depois, para sair, colocou três cadeiras", explicou a vítima.

Flávio Paes/Região News

03 de Janeiro de 2014 - 16:30

Enquanto o comando das forças policiais de Sidrolândia aproveita as festas de fim de ano para um período de folga até fora do País, os marginais agem tão livremente ao ponto de não encontrando nada de valor nas casas onde entram, aproveitaram a investida para consumir o que havia na dispensa da cozinha ou na geladeira.

A delegacia está sob o comando, à distância, do titular do 4º Distrito Policial das Moreninhas em Campo Grande, Devair Francisco, que substitui a delegada Débora Mazzola que viajou. O comandante do Pelotão da Polícia Militar, Matheus Mychell Custodio Taniguchi, que assumiu o cargo em novembro, também tirou um período de folga.


Uma das vítimas, Gustavo Nerci, indignado com o clima de impunidade, postou fotos no  facebook com o registro da situação deixada pelo marginal que entrou na sua casa. O ladrão levou pouca coisa (um tênis, um DVD e brinquedo), mas em compensação revirou tudo, rabiscou as paredes, jogou suco no tapete, aguardente no sofá, pulou na cama do casal e passou pomada no aparelho de TV. Aproveitou ainda para estourar pipoca.

O suspeito conseguiu entrar na casa pela janela do banheiro. "Ele subiu no tanque para alcançar a janela e depois, para sair, colocou três cadeiras", explicou a vítima.

A mesma surpresa teve Margareth do Carmo, 28 anos, quando chegou ontem à noite em sua casa na Rua Prudente de Moraes, no Jardim Pindorama. A porta do fundo estava arrombada e na cozinha um ladrão fritava o peixe que encontrou no congelador. Diante da chegada da proprietária, em companhia do marido, o marginal fugiu e deixou para traz o chinelo e a bicicleta.