Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Junho de 2024

Policial

Moradores do Aero Rancho dizem que corpo encontrado no córrego é de andarilho

O cadáver estava em avançado estado de putrefação e de bruços. A perícia identificou o corpo como sendo de um homem

Midiamax

03 de Agosto de 2012 - 15:24

O corpo de um homem, que aparenta ter entre 35 e 40 anos de idade, foi encontrado no Rio Anhanduí, em Campo Grande, por volta de 12h desta sexta-feira (3).

O cadáver estava em avançado estado de putrefação e de bruços. A perícia identificou o corpo como sendo de um homem. Ele estava vestido com uma camiseta preta e calças marrons e foi retirado com a ajuda do Corpo de Bombeiros, que utilizou cordas e equipamentos de resgate.

A Polícia Militar informou que existe o registro de um homem desaparecido há três dias e vai procurar a família para fazer a identificação do corpo, que estava caído a uma distância de 9,5 metros adentro do barranco, de acordo com a perícia que esteve no local.

Logo após ser retirado o corpo do córrego, duas mulheres disseram reconhecer o homem como sendo o "joão que pede cigarros e cafés todos os dias de manhã nos comércios do bairro Aero Rancho".

A informação repassada pela técnica de enfermagem Andréia Borges, 38 anos e a estudante Franciele Borges, 20 anos, fez com que o delegado se deslocasse até a rua Clineu da Costa Moraes, onde, segundo as testemunhas, estavam morando os parentes da vítima.

Em entrevista, o delegado investiga a hipótese dele ter sido morto por afogamento ou ter sido morto antes e depois jogado no córrego. "Estamos trabalhando nessa linha, mas não descartamos outras hipóteses", diz o delegado Paulo Sá.

O corpo foi encaminhado para o Imol (Instituto Médico Odontológico Legal). "Também vamos cruzar os dados da vítima com possíveis boletins de ocorrência que possam ter sido registrados nos últimos três dias.