Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 5 de Maio de 2021

Policial

Morre pistoleiro atropelado depois de assassinar a tiros assistente do MP

Júlio César e comparsa efetuaram 18 disparos contra mulher.

Correio do Estado

28 de Dezembro de 2016 - 14:16

Júlio César Romero, de 33 anos, um dos pistoleiros acusados de executar a assistente do Ministério Público do Paraguai, Célia Eulália Gomes, de 28 anos, morreu depois de ser atropelado por agente da Polícia Nacional. Caso aconteceu ontem, em Pedro Juan Caballero.

De acordo com o Ponta Porã Informa, Célia foi assassinada a tiros, por pistoleiros, ontem à tarde, no momento em que seguia em veículo Fiat Strada, na companhia do policial Cristino Centurion.

Célia e Cristino foram interceptados por pistoleiros, que estavam a bordo de motocicleta estrangeira e efetuaram 18 disparos de pistola calibre .9 milímetros contra a assistente. A mulher foi socorrida e morreu minutos depois, em uma clínica médica.

Já o policial perseguiu os pistoleiros e atropelou um deles, Júlio César, que morreu no início da noite, quando era transferido para unidade de saúde na cidade de Assunção. O comparsa abandonou a moto e fugiu.