Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Abril de 2021

Policial

Moto envolvida em acidente fatal vira “totem” à beira da BR-158

A perícia ainda não tem informações concretas do que teria ocorrido, de fato, no momento do acidente

Perfil News

12 de Novembro de 2014 - 09:35

Um símbolo da fatalidade que ceifou a vida de um motociclista de 43 anos, que colidiu de frente contra um caminhão bitrem, carregado de eucalipto, na madrugada de sexta-feira (07) passada, ainda está à mostra à beira da BR-158, perto de Três Lagoas: a motocicleta Shineray, placa HTT-9556, toda retorcida, com um capacete colocado no guidão e outro no chão.

Quase uma semana após o episódio, o veículo ainda permanece no local do acidente fatal, cuja vítima, José Valdeci de lima, não teve chance sequer de ser socorrido, pois sua morte foi instantânea, tamanha a violência do choque frontal.

No quilômetro 265 da referida rodovia, na região conhecida como “Fazendinha”, as marcas da frenagem (cerca de 50 metros de comprimento, desde o acionamento do sistema de freios do caminhão) ainda estão no asfalto e dão a possível cinemática da colisão. Zé Valdeci avançou a pista contrária, colidindo de frente contra o caminhão.

A perícia ainda não tem informações concretas do que teria ocorrido, de fato, no momento do acidente. Zé Valdeci teria passado mal? Tentou se matar? Ocorreu algum problema na moto? São respostas ainda não ofertadas pelas autoridades policiais.

O fato é que, desde que as fábricas de celulose e papel se instalaram no Município, o volume intenso de tráfego de veículos, principalmente de caminhões e carretas carregadas com a matéria prima (toras de eucalipto), se registra diuturnamente.