Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Policial

Mulher suspeita de matar e concretar corpo de irmã no PR pode estar em Campo Grande

Corpo de professora foi achado nesta semana no quintal da casa dela.

Correio do Estado

10 de Dezembro de 2016 - 09:28

Crime que chocou moradores da cidade de Santa Helena, no interior do Paraná, na última quarta-feira (7), pode ter desfecho em Mato Grosso do Sul. Uma mulher é procurada pela polícia suspeita de ter matado a própria irmã, a professora Ladis Boeni, de 52 anos, e concretado o corpo dela no quintal de casa.

Ao Portal Correio do Estado, agente da Polícia Civil de Santa Helena confirmou que há suspeitas de que a mulher tenha fugido para Campo Grande depois do crime. Ela não é vista desde que o corpo foi encontrado.

Conforme o policial, as investigações continuam, a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul ainda não foi acionada e, ao que tudo indica, isso deve acontecer na segunda-feira (12).

O CASO

A professora Ladis trabalhava em uma creche da cidade e não era vista por colegas desde a última sexta-feira (2). Aos amigos, a irmã da professora – que não teve nome divulgado – afirmava que Ladis tinha viajado para Cuba.

Na quarta-feira passada, vizinhos sentiram mau cheiro e acionaram a polícia. O corpo da professora foi encontrado no quintal da casa dela, concretado no terreno e com sinais de que houve tentativa de incendiar a mulher.

Conforme as apurações da polícia, Ladis foi morta a facadas e o carro dela desapareceu. Essa situação levantou suspeitas de latrocínio, no entanto, a linha de investigação mudou assim que a polícia soube que a irmã de Ladis foi vista dias antes comprando cimento e colher de pedreiro em loja de material de construção.

A irmã é considerada a principal suspeita pelo crime e o caso segue sob investigação.