Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Policial

PM prende assaltante de conveniência e recupera parte do dinheiro roubado

As imagens da câmera instalada na conveniência ajudaram na identificação da motocicleta e das características dos trajes que os marginais usavam.

Flávio Paes/Região News

15 de Setembro de 2013 - 21:15

Em pouco mais de duas horas a Polícia Militar conseguiu prender um dos ladrões e recuperar parte  do dinheiro levado da Conveniência Planalto assaltada sábado por volta das 19h30. Rodrigo Pereira Dias, o Boró, foi preso depois de ser abordado na Praça Central.

Com Rodrigo os policiais encontraram R$ 797,00 e na varanda da casa dele, na Rua Doutor Costa Marques, localizaram a moto usada na ação, uma Honda de cor preta placas NRI-4410, um capuz e nos fundos do quintal, a camiseta  que vestia durante a investida criminosa. Ainda não foi localizado o segundo envolvido no assalto que estava de carona.

Para este desfecho (parcialmente) favorável a PM teve a contribuição decisiva de uma testemunha que reconheceu Boró, pela voz,  como um dos assaltantes embora ele estivesse usando capuz. As imagens da câmera instalada na conveniência ajudaram na identificação da motocicleta e das características dos trajes que os marginais usavam.

A investida

Armado e  pilotando a motocicleta, Boró com a ajuda de um comparsa desembarcou da Honda FAN preta, rendeu o proprietário da conveniência, Adilson Ataíde Soares, de 37 anos e os 10 clientes que estavam no local. Levaram todo o dinheiro do caixa, além de imporem um clima de terror, ameaçando atirar caso não encontrasse uma quantia de dinheiro significativa.

Os policiais que foram à conveniência para atender a ocorrência assistiram as imagens do assalto gravadas pela câmera da conveniência e um dos clientes identificou um dos marginais, como sendo Boró. A guarnição iniciou as buscas e conseguiu localizar na Praça Central, Rodrigo Pereira Dias, em companhia de dois rapazes.

Os policiais levaram Rodrigo até a casa dele, onde foram encontrados os elementos de prova do seu envolvimento no assalto, além das imagens gravadas pela câmera: a motocicleta, o capuz, a camiseta, além de parte  do dinheiro levado. Ainda falta localizar a arma utilizada no assalto.

O comerciante Adilson Ataíde está indignado com a falta de segurança na cidade. Ele reclama que já investiu na instalação de uma câmera de monitoramento e alarmes, mesmo assim sofreu este assalto. Critica a falta de iluminação pública na região onde tem seu comércio. A escuridão acaba favorecendo a ação dos marginais que ficam à espreita, observam a rotina das lojas para agir no momento mais adequado.

“A Polícia precisa fazer alguma coisa, investigar se há alguma ligação entre os sucessivos assaltos e furtos que estão ocorrendo tendo como alvo o comércio”. Além da Conveniência Planalto, foram alvos dos marginais a Aline Presentes, a Só Gás, o Mercado Alvorada e a Conveniência Cristal.