Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 26 de Outubro de 2020

Policial

PMA autua 24 e aplica R$ 67,3 mil em multas na operação Dia de Finados

No mês foram 57 pescadores presos, sendo 19, durante a Operação Padroeira do Brasil, ocorrida durante no último feriado prolongado.

Assessoria

05 de Novembro de 2012 - 08:10

Devido ao grande número de pessoas presentes nos rios nos últimos dias de pesca aberta a PMA começou na quarta feira 12h00 (31/10/12) a “Operação Dia de Finados”, com encerramento ontem às 00h00 (4/11).

No mês de outubro é comum ocorrer elevação do número de turistas de fora e da população do Estado nos rios praticando pesca, especialmente em feriados prolongados. Este mais ainda, por ser o último fim de semana de pesca aberta. Este aumento não se dá somente por ser o último mês de pesca, mas porque os cardumes já começam a se formar para a piracema e a captura é mais fácil. Em razão disso, é comum a Polícia Militar Ambiental manter o patrulhamento reforçado, com a finalidade de se prevenir a pesca predatória.

No mês foram 57 pescadores presos, sendo 19, durante a Operação Padroeira do Brasil, ocorrida durante no último feriado prolongado. Os comandantes das 25 subunidades empregaram todo o efetivo no trabalho de fiscalização em suas respectivas áreas de atuação, especialmente a subunidade de Corumbá, que fiscalizou o festival de pesca.

Outros crimes ambientais foram combatidos e prevenidos, tais como: desmatamento e carvoarias irregulares, com visitas às propriedades rurais, além de combate a todos crimes contra a fauna e flora. Equipes da sede (Campo Grande) trabalharam itinerantes fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais,

Nesta operação foram autuadas 24 pessoas autuadas por crimes e infrações ambientais, sendo 19 presas por pesca predatória e um por falta de licença de pesca, o que não é crime. Duas pessoas presas a menos do que na operação do ano passado por pesca. Também foram autuadas duas pessoas exploração irregular de madeira, uma por degradar matas ciliares ao construir represa ilegalmente e uma por funcionar atividade avícola ilegalmente.

Com relação aos crimes e infrações ambientais os números se comportaram similares aos da operação do ano passado, quando foram autuadas quase o dobro de pessoas com relação à operação do ano anterior (2010). A quantidade de pescado apreendida foi maior do que na operação passada, sendo 165 kg contra 95 kg da anterior. As multas foram poucos maiores do que o aplicado no ano passado. A quantidade de petrechos de pesca proibidos foi semelhante à operação passada.

A PMA continuará com o efetivo a campo, no intuito de prevenir a pesca predatória, ao evitar que pessoas prorroguem a pescaria, entrando no período defeso.


Números totais – 2009 e 2012.

APREENSÕES/ Autos e Vistorias

2009

2010

2011

2012

Auto de Infração

15

14

26

24

Pescado apreendido (Kg)

142

78

95

165

Motores de Popa

01

02

7

3

Tanques de Combustível para motor

01

01

7

3

Barcos

01

02

7

3

Toras de madeira (un)

35 árvores

-

-

9 (m³)

Aroeira (m³)

2

-

-

-

Madeira serrada (m³)

-

2

79

1 (m³)

Molinetes

08

05

16

9

Carretilhas

02

02

1

2

Pesqueiros irregulares

02

-

-

-

Degradação de APP

-

-

1

1 -represa

Carvoaria

-

-

1

-

Contrabando (brinquedos) (Ton)

-

-

0,5

-

Maconha (Kg)

-

-

1,5

-

Armas de Fogo

-

-

8

-

Munições

-

-

47

-

Caixa térmica – ou Frízer

-

-

2

1

Motosserra

-

-

-

1

Pessoas Presas em Flagrante (delegacia)

11

14

21

19

Veículos

03

01

3

4

Petrechos Proibidos para pesca

Redes de Pesca

11

19

16

12

Tarrafas

13

04

5

4

Anzóis de Galho

129

189

214

223

espinhel

-

02

1

2

fisga

-

-

2

1

Bóias (João-bobo)

8

Valor total de Multas (R$)

108.760,00

33.880,00

53.700,00

67.355,00