Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Policial

PMA autua cinco envolvidos em rinha de galho na Capital e aplica multa de R$ 8,5 mil

Na residência, os 17 galos da raça “índio” estavam presos em pequenas caixas com pouco espaço, em ambiente muito quente, com as esporas cortadas e várias lesões.

Assessoria PMA

15 de Setembro de 2013 - 23:10

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande (MS) foram acionados pelo Centro de Operações de Segurança Pública – CIOPS, para realizar fiscalização administrativa ontem à tarde em uma residência localizada no bairro Jardim Itália, onde funcionaria uma rinha de galo e pessoas estavam detidas por Policiais Militares do 9º Batalhão. A PMA verificou tratar-se realmente de atividade de rinha, com crime de maus-tratos e realizou a apreensão de 17 galos e outros produtos que estavam no local.

Na residência, os 17 galos da raça “índio” estavam presos em pequenas caixas com pouco espaço, em ambiente muito quente, com as esporas cortadas e várias lesões. No local foram apreendidas ainda 11 esporas artificais de plástico e duas esporas de metal, as quais são utilizadas no momento das brigas, além de 28 seringas e frascos de medicamentos, tais como: terramicina, tretador e outros, os quais são utilizados para tratar os galos que sobrevivem às brigas.

A Polícia Militar do 9º Batalhão conduziu a todos os autuados, juntamente com os galos apreendidos à Delegacia de Pronto Atendimento – DEPAC da Capital. Os autores responderão por crime ambiental de maus-tratos a animais domésticos. A pena por maus-tratos é de três meses a um ano de detenção.

A PMA autuou cinco pessoas que estavam no local, residentes na Capital, envolvidas com as brigas e arbitrou multa de R$ 8.500,00 ao total.