Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Novembro de 2020

Policial

PMA e Polícia Civil desmontam acampamento e apreendem 211 kg de pescado, 7 redes e duas tarrafas de pesca

O material pertencia a dois pescadores, que empreenderam fuga em um matagal ao avistarem os policiais, porém, eles foram identificados

PMA

13 de Fevereiro de 2014 - 17:08

Policiais Militares Ambientais e Policiais Civis de Jardim (MS) realizaram fiscalização conjunta ontem na região da Ponte da Ariranha, no rio Miranda, desmontaram um acampamento e apreenderam dois frízeres com 211 kg de pescado e vários petrechos de pesca proibidos.

O material pertencia a dois pescadores, que empreenderam fuga em um matagal ao avistarem os policiais, porém, eles foram identificados. Os homens já estavam efetuando o transporte do pescado que tinham capturado.

No acampamento foram apreendidos: um frízer com 110 kg de pescado capturados durante a piracema, com petrechos proibidos e vários exemplares fora da medida permitida pela legislação, além de um motor de popa, bateria e farol especial para pescaria noturna.

Os policiais verificaram que os pescadores já haviam transportado parte do pescado e foram à residência de um deles, para onde estava sendo levado o material ilegal e apreenderam outro frízer com mais 101 kg de pescado, além de sete redes de pesca, duas tarrafas e duas motosserras ilegais. Todo o peixe apreendido é de grande valor comercial, como pintado, cachara, jaú, pacu, dourado, jurupensém e jurupoca.

Como foram identificados, os elementos só escaparam da prisão em flagrante, mas vão responder pelo crime ambiental de pescar em período de defeso, capturar e armazenar pescado fora da medida permitida e com uso de petrecho proibido. A pena prevista é de um a três anos de detenção.

A PMA também efetuará multa administrativa que girará em torno de R$ 5.000,00 contra cada um dos pescadores, logo que sejam localizados.