Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 3 de Dezembro de 2020

Policial

Polícia Civil confirma várias pessoas envolvidas na morte de segurança por esfaqueamento

O segurança Júlio Albuquerque foi esfaqueado na noite de domingo, durante um evento de som automotivo no Sinpol (Sindicato de Policiais Civis) em Bonito

MidiaMax

12 de Agosto de 2014 - 09:43

A Polícia Civil de Bonito, prossegue com as investigações da morte do segurança Júlio Albuquerque na noite de domingo (10), durante um evento de som automotivo.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Roberto Gurgel de Oliveira Filho, um grupo de pessoas está envolvido no crime que vitimou o segurança e a polícia agora trabalha para identificar a participação de cada um dos suspeitos. Ainda segundo o delegado, eles chegaram à festa em dois carros, que já foram identificados.

Várias testemunhas foram ouvidas, para que os suspeitos sejam penalizados de acordo com o crime cometido. Segundo Gurgel, alguns são responsáveis por cercarem o segurança, outros por agredirem e um por esfaquear a vítima. Ele ressalta a importância de saber exatamente o envolvimento de cada pessoa no caso.

Equipes de policiais estão nas ruas de Bonito para buscar os suspeitos. De acordo com o delegado, um advogado procurou a polícia e disse que ia apresentar alguns dos suspeitos, mas até a manhã desta terça-feira (12), ninguém compareceu à delegacia. Gurgel afirma que a maioria dos envolvidos já foi identificada e que já sabe como foi a dinâmica do crime, mas agora precisa constatar a atuação de cada um na morte do segurança.

O caso

O segurança Júlio Albuquerque foi esfaqueado na noite de domingo, durante um evento de som automotivo no Sinpol (Sindicato de Policiais Civis) em Bonito.

A vítima foi atingida por quatro golpes de faca no peito e chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Testemunhas afirmaram que o autor do homicídio causou confusão em uma festa no dia anterior, sendo necessário que o segurança o retirasse do local, o que pode ter motivado o crime.