Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 11 de Agosto de 2022

Policial

Polícia Civil prende em Naviraí três acusados por assassinato de radialista

Estão presos Mauro Queiroz Cáceres, 25, Paulo Sérgio Vieira, 24, e Alison Roberto Carvalho Navier, 22, todos moradores em Naviraí.

Ta Na Mídia Naviraí

10 de Setembro de 2015 - 08:53

A Polícia Civil prendeu ontem em Naviraí, três homens acusados pelo assassinato do radialista Ailton Ferreira de Oliveira, 35, o “Verdinho”, ocorrido no dia 5 de agosto deste ano. Os três acusados ficaram em silêncio sobre os motivos do crime, mas as investigações revelam que foram eles os autores da morte, ocorrida em Itaquiraí, cidade vizinha de Naviraí e onde Ailton morava e trabalhava como locutor, na rádio Vale Azul FM.

Estão presos Mauro Queiroz Cáceres, 25, Paulo Sérgio Vieira, 24, e Alison Roberto Carvalho Navier, 22, todos moradores em Naviraí. Alison seria o mandante do crime e Paulo o autor dos cinco tiros que provocaram a morte do radialista, alvejado quando chegava em casa. Mauro teria dado suporte para a execução do crime.

As investigações são conduzidas por policiais civis de Itaquiraí. De acordo com o site, durante um mês o SIG (Serviço de Investigações Gerais) levantou pistas dos autores do crime e ontem conseguiu chegar aos três suspeitos. Com apoio de policiais de Naviraí, Paulo, Mauro e Alison foram presos em suas residências.

De acordo com a polícia, além de ser o mandante, Alison Roberto teria pilotado a moto que levou Paulo Sérgio até o endereço do radialista, na área central de Itaquiraí. Depois do crime, os dois fugiram juntos.

A moto usada pela dupla, uma Honda Twister cor prata, ano 2008, tinha sido abandonada após a morte do radialista e foi apreendida. A arma do crime não foi localizada, segundo a polícia.

Os três acusados estão na Delegacia de Polícia Civil de Itaquiraí, onde devem permanecer, pelo menos até a conclusão das investigações. Como estão com prisão temporária decretada pela Justiça, eles podem ficar presos por até 30 dias, prorrogável por mais um mês.

Preso com revólver – Paulo Sérgio Vieira, apontado como o autor dos tiros que provocaram a morte de Ailton de Oliveira, chegou a ser preso pela Polícia Militar por porte ilegal de arma, quatro dias após o assassinato. Ele foi flagrado em Naviraí com um revólver calibre 38, com cinco munições intactas.

Levado para a Polícia Civil, disse que usava a arma para proteção, já que teria sofrido tentativa de homicídio. Atuado por porte ilegal de arma, Paulo pagou fiança de R$ 2 mil e foi colocado em liberdade. A arma apreendida será periciada, mas a princípio a polícia não acredita que tenha sido a mesma usada no assassinato.